Ainda temos um longo e complexo caminho até o 5G, e até pelo menos 2020 não teremos um ecossistema suficiente e completo para o uso cotidiano com a nova rede. Os testes acontecem em vários países, mas a Telecom Italia Mobile (TIM) e a Nokia anunciaram a ativação da primeira antena 5G da Europa, na cidade de Faetano, San Marino.

Estamos falando de um país muito específico. San marino é o quinto menor estado do mundo, com 33 mil habitantes e uma superfície de 61 quilômetros quadrados. É um experimento da TIM, já que é um estado independente, com um uso mais livre das frequências de rádio.

A antena está ativa, e oferece cobertura para uma parte do país, liberando a banda de 3.5 GHz para isso. A antena é equipada com a tecnologia Massive-MIMO 4X4 no padrão 3GPP Rel 15. Os testes são realizados à distância, no centro de pesquisas da TIM em Turin, onde são testadas as conexões 5G baseadas em ondas de frequência de 26 GHz.

 

 

Vários serviços relacionados com o país foram ativados, como o Smart City, com aplicativos de estacionamentos inteligentes, detecção de partículas nocivas no ar e sistemas de agricultura inteligente. Depois, um sistema de câmeras de vigilância em áreas públicas conectadas com a polícia serão ativadas. Também serão oferecidas soluções de realidade virtual e turistas que querem explorar remotamente locais do país.

Os testes serão feitos com turistas, sistemas de vigilância para a polícia e pequenas ferramentas conectadas. É preciso um modem compatível com essas redes 5G, e a Qualcomm vai oferecer o seu modem Snapdragon X50, que só chega ao mercado no final de 2019.

A TIM quer oferecer a cobertura completa em San Marino até o final de 2018, e tem como próximo passo instalar antenas similares em Milão e Turim, mas a quantidade de usuários e um país maior dificulta o processo.

 

Via TIM