Uma quadrilha na China estava utilizando drones para traficar smartphones de Hong Kong para Shenzhen.

A polícia de Beijing prendeu o grupo, que obtinha lucros de aproximadamente US$ 80 milhões com a prática.

Os criminosos burlavam os controles de fronteira, colocando bolsas com 10 smartphones cada nos drones, que voavam a 200 metros de altura com essa carga.

Foram transportados mais de 15 mil smartphones durante a noite pela fronteira. Lembrando que a China é o país que mais fabrica drones no mundo, mas não regularizaram totalmente o uso dos dispositivos, mesmo com sistemas de inscrição dos proprietários.

 

 

O antecedente deve fazer com que a polícia local evite esse novo modus operandi de crime de contrabando. Mesmo não sendo bem sucedidos sempre, esse método deve ser copiado em outros países, de modo que não será surpresa se relatos dessa prática aparecerem no Brasil.

Se já não começaram a aparecer.

 

Via Reuters