O presidente dos EUA Donald Trump emitiu uma ordem para proibir o movimento de compra da Qualcomm por parte da Broadcom.

Em uma ordem muito específica, Trump garante que, caso a compra seja concluída, a nação norte-americana pode ter problemas. “Há evidências muito críveis que me fazem pensar que a Broadcom, ao ter o controle sobre a Qualcomm, pode terminar realizando ações que ameaçam a segurança nacional dos Estados Unidos”, afirma o documento publicado pela Casa Branca.

A ordem é que as negociações entre duas empresas sejam suspensas. A Broadcom não poderá nem comprar ou se fundir com a Qualcomm, e os 15 candidatos propostos para o posto de diretores da Qualcomm após uma eventual aquisição ficam imediatamente desclassificados.

A Broadcom não demorou a responder. Em comunicado, afirma discordar fortemente de Donald Trump, e que vão averiguar o que há por trás dessa decisão.

De acordo com analistas, se a Broadcom comprar a Qualcomm, eles podem reduzir os seus custos operacionais, e isso colocaria a indústria de telecomunicações dos EUA em maus lençóis para competir a Huawei, justo em um momento em que as redes 5G estão nascendo.

Ainda não é o capítulo final dessa história. Veremos mais capítulos de tudo isso em breve.

 

Via The White House, CNBC