Todo mundo sabe que os jovens não gostam do Facebook. Instagram, Snapchat e YouTube são os serviços preferidos dos mais novos. Mas Mark Zuckerberg não desiste, e tenta várias estratégias para atrair os usuários mais novos para a rede social.

Para isso, adquiriu o TBH, um aplicativo de mensagens anônimas, que conta com 2.5 milhões de usuários, em sua maioria, adolescentes. Porém, o mesmo foi pouco atrativo para o seu público alvo com o passar do tempo.

Um documento interno revelou como os responsáveis pelo TBH contam para o time do Facebook a estratégia utilizada para atrair os adolescentes para o seu aplicativo.

A tática utilizada passava pelo acesso ao Instagram para verificar em qual colégio eles estudavam, um dado que os jovens indicam em seus perfis nas redes sociais.

Assim, a empresa criava uma conta privada relacionada com o colégio em questão. Depois, seguia todos os adolescentes que estavam vinculados com esse mesmo colégio. Depois de 24 horas de espera, muitos desses jovens enviavam uma solicitação para seguir a conta misteriosa, captando assim os novos usuários.

 

 

Os responsáveis pela empresa esperavam até a hora da saída das aulas e adicionavam a sua biografia no Instagram o link para download do aplicativo. Na hora a conta do Instagram ficava pública, aceitando as solicitações de amizade enviada pelos jovens no dia anterior.

O volume de downloads era bem interessante, e fez com que o aplicativo se consolidasse com o passar do tempo. Algo já visto, que nem o Facebook conseguiu fazer funcionar.