A tendência de futuro está nas câmeras de segurança com inteligência artificial. Ainda não sabemos onde a IA pode chegar nos smartphones, mas nas câmeras de segurança, a história é diferente.

E empresa japonesa NTT East and Earth Eyes desenvolveu uma câmera de segurança totalmente independente, inclusive para identificar um roubo em andamento. O vídeo no final do post mostra como a câmera funciona.

Para identificar movimentos suspeitos, a câmera reconhece as pessoas em 2D, o que é muito mais simples do que em 3D. Assim, é possível perceber quando a pessoa estica a mão para pegar algo da prateleira, identificando o desaparecimento do produto.

A câmera então notifica a segurança da loja, e o sujeito até sai do estabelecimento com o produto roubado, mas a sua identificação emite a notificação de que o cidadão é um criminoso sempre que aquela pessoa entrar em outra loja com o mesmo sistema.

Com isso, a segurança pode tomar as medidas necessárias com margem de acerto enorme. As câmeras também identificam quando um produto está fora do local correto, enviando uma notificação para os responsáveis.

As câmeras funcionam com software Open Source, o que pode fazer com que o sistema se desenvolva e muito no futuro. Porém, é um sistema bem caro: cada câmera custa 2.000 euros, e ainda é preciso pagar uma assinatura de serviços na nuvem que custa 35 euros por mês.

De qualquer forma, o futuro começa a ficar mais parecido com a série Person of Interest, e mais cedo do que eu imaginava.

 

 

 

Via The Verge