nubia5

É possível que o fenômeno dos relógios inteligentes não está funcionando da forma como os fabricantes esperavam (mas isso não é um consenso), mas isso não quer dizer que a proposta não seja promissora, ou que não vai ser aquela que vai liderar o próximo movimento de inovação no mundo da tecnologia de consumo. Por conta disso, é uma proposta tentadora demais para não ser explorada. E a ZTE sabe disso.

A empresa asiática anunciou oficialmente que vai apostar no mercado de smartwatches em 2014, apresentando o primeiro modelo no meio do ano que vem. A confirmação veio em uma declaração para o Wall Street Journal, onde os chineses afirmam que o seu relógio será mais barato que o Galaxy Gear da Samsung (mesmo porque a ZTE precisa impressionar nesse aspecto).

Tudo muito interessante, certo? Nem tanto.

A ZTE também afirmou que o produto será lançado inicialmente no mercado chinês de forma exclusiva, e para piorar a situação, o seu relógio será unicamente compatível com os smartphones da própria ZTE (como o Numia Z5, que você vê na imagem que ilustra o post). Ou seja, para ter plenas funcionalidades com o relógio, terá que comprar um smartphone da ZTE. É quase uma venda casada.

Mas nem tudo está perdido: a mesma ZTE confirmou que o relógio chegará aos mercados da Europa e dos Estados Unidos (nenhuma menção é feita à América Latina), e que eles planejam lançar no futuro uma versão do produto que funcione com qualquer smartphone Android (mas é um futuro indefinido). O responsável pelo maketing da divisão mobile da ZTE, Lu Qianhao, acredita que esse dispositivo vai oferecer uma vantagem competitiva aos smartphones da ZTE frente aos seus rivais.

Por enquanto, é o que temos sobre o assunto. Vamos dar tempo ao tempo para saber se tais previsões se confirmam.

Via Wall Street Journal