youtube-topo-teaser

O YouTube começou a enviar e-mails para todos os produtores de conteúdo, onde indica os novos termos de serviço, preparando a oferta de planos de assinatura sem veiculação de publicidade.

Os youtubers tem até o dia 22 de outubro para aceitar ou não os novos termos. Caso eles não aceitem, os vídeos não estarão disponíveis para reprodução de forma pública ou monetizadas nos Estados Unidos, de modo que essa pode ser a data do lançamento do serviço de assinatura, que também deve marcar a atualização do serviço Music Key, que foi lançado em formato beta em 2014.

O fato de incluir vários serviços por um preço especulado de apenas US$ 10 pode ser um golpe de impacto no mercado, já que muitos serviços oferecem apenas a música por um pagamento mensal e com valor semelhante. Já o YouTube ofereceria mais serviços. Mas já quem duvide sobre a capacidade da Google em gerar lucros com esse sistema.

Ao que parece, pelo menos por enquanto, o serviço só estaria disponível nos Estados Unidos, mas se for um sucesso, muito provavelmente será estendido para outros países.

Via Re/Code