yotaphone-3

Oito meses depois do lançamento do YotaPhone 2, a Yota Devices libera informações sobre a fabricação do próximo modelo da série. Os russos fecharam uma parceria com a ZTE, que ficarão encarregados de construir o YotaPhone 3.

A Yota Devices foi fundada em 2011, e seus escritórios centrais ficam em Moscou. Até então, seus smartphones eram fabricados pela Hi-P, de Cingapura. Com o novo acordo, a ZTE assume a fabricação para o YotaPhone 3, que deve ser lançado no primeiro trimestre de 2016 (um ano depois do YotaPhone 2), com uma primeira remessa que deve alcançar ao menos as 100 mil unidades.

Não foram revelados detalhes sobre o acordo, mas a Yota informa que a mudança vai resultar em uma redução de 30% nos custos de fabricação, algo que deve girar em torno de 541 mil euros (valor estimado no final de 2014). Eles pretendem obter uma nova geração de smartphones YotaPhone, assim como o desenvolvimento e a integração de software e serviços móveis. Além da fabricação, a ZTE também é responsável pela distribuição global, respondendo pela Yota Devices nas negociações com as operadoras de telefonia móvel do mercado ocidental.

yotaphone-3-zte

A ZTE segue crescendo, e mesmo não sendo uma das líderes do mercado mobile, tem o seu lugar entre os emergentes, algo que pode beneficiar a Yota. Já os chineses afirmam que o smartphone russo vai receber os seus novos apps que serão lançados em breve.

O YotaPhone chamou a atenção com sua tela dupla, mas os russos não conseguiram fazer com que o YotaPhone 2 fosse muito além das fronteiras asiáticas e europeias. O acordo da ZTE pode ser o incentivo que faltava para buscar outros mercados.

A Yota Devices conta com escritórios na Rússia, Finlândia, Alemanha e Cingapura, mas querem chegar ao Canadá, China e Estados Unidos. Seus smartphones estão presentes em 20 países da Europa, Oriente Médio e Ásia, e nos próximos meses saberemos se a ZTE vai ajudar a fazer com que o novo YotaPhone ajude na expansão da empresa.

Via Oananews