xiaomi-mi-teaser

Nos anos anteriores, comprovamos que a fabricante de smartphones que mais crescia na China era a Xiaomi, e que a maior cota de mercado era a Samsung. Mas nos últimos trimestres, a coisa mudou muito. Podemos dizer que a Huawei é a que mais cresceu no último trimestre, mas avaliando 2015 como um todo, a Xiaomi é líder de vendas.

Apesar da Xiaomi não funcionar tão bem como os seus executivos pensavam (ficando abaixo dos 100 milhões de smartphones vendidos inicialmente programados), eles foram os que mais venderam no acumulado do ano passado, com base nos dados das consultoras Canalys e Strategy Analytics. A Xiaomi está com 15.2% de mercado da China, enquanto que a Huawei se aproxima perigosamente, com 14.7%. A Apple, pese o fato de ter preços diferentes, fica na terceira posição, com 12.5%.  Completam o Top 5 a Vivo e a Oppo, com 10% e 9.2% respectivamente, e vale lembrar que estas duas últimas possuem o mesmo dono (BBK), e ao lado da OnePlus, formam um grupo empresarial muito forte, dominando 20% do mercado chinês.

xiaomi-mi-smartphone-teaser

Os relatórios indicam o Redmi Note 3 como principal smartphone do ultimo trimestre de 2015, algo que muito provavelmente será refreado pelo modelo menor, o Redmi 3, apresentado em janeiro. Outro impulso pode acontecer no Xiaomi Mi5, que será apresentado em 24 de fevereiro.

2016 será (provavelmente) o ano que a Xiaomi vai superar pela primeira vez a marca dos 100 milhões de smartphones vendidos, algo que a Huawei já conseguiu, já pensando em voos mais altos: incomodar a Apple e a Samsung. Aliás, a Samsung é a grande ausência da lista chinesa, ficando de fora do Top 5 do país pela primeira vez. entre os líderes, todos são fabricantes asiáticos, sendo a Apple a única intrusa.

Detalhe: em 2014, a Samsung era líder destacada do mercado chinês.

A tendência na China passa por comprar smartphones mais caros, e se vê nos números da Apple na média por produto vendido, e isso no final é mais lucrativo para as empresas como a Huawei e as do grupo BBK. A média dos preços de 2015 ficou assim: Huawei subiu para US$ 306 (US$ 216 em 2014), e a Xiaomi reduziu para US$ 149 (US$ 189 em 2014). O preço médio de um smartphone na China subiu para US$ 319 (US$ 260 em 2014).

mi-teaser

Via Wall Street Journal