image_new

Além do phablet Mi Note, a Xiaomi apresentou o Mi Box Mini, uma miniaturização extrema do Mi Box original, lançado em 2012. De fato, o novo modelo possui 1/4 do tamanho do original.

Não apenas a redução merece destaque, mas também o seu curioso sistema de alimentação, onde o próprio gadget se conecta na rede de energia, sem cabos como intermediário. Nas imagens, vemos apenas dois conectores necessários, além de uma saída HDMI para enviar o conteúdo para a TV.

650_1000_2

Não há rastro de um slot para cartões de memória ou portas de entrada. Todo o funcionamento é baseado no streaming de conteúdos a partir de smartphones, ou em reproduzir o que está armazenado na memória interna.

Apesar do seu tamanho reduzido, a Xiaomi integrou 282 componentes no produto, onde a placa principal ocupa um terço do tamanho de um cartão de crédito. O produto pode não ser um monstro na sua capacidade de processamento, mas ao menos temos uma fonte de imagem no formato 1080p, com certificação de som Dolby e DTS, trabalhando com vídeos H.265.

O chipset do produto conta com um processador quad-core (ARM Cortex-A7) a 1.3 GHz (GPU ARM Mali-450), trabalhando com 1 GB de RAM e 4 GB de memória interna. A comunicação com o controle remoto dedicado e outros dispositivos acontece via WiFi 802.11n e Bluetooth 4.0.

650_1000_10407052_827435623958699_7064016136007803076_n

O Mi Box mini será vendido na China por um valor máximo de 30 euros. Faltam informações sobre o sistema ou as especificações técnicas completas para comparar com os seus concorrentes. Mas por esse preço, ele certamente vai chamar a atenção de muita gente.

image_new (1) 1908105_827435620625366_6933082361160330817_n 10933867_827435637292031_2594766776592236647_n 10930180_827435627292032_4882051018765163172_n 10407619_827435630625365_2252790309629724543_n