Xbox One X

 

A Microsoft anunciou oficialmente durante a E3 2017 o Xbox One X, primeiro console da empresa com suporte 4K nativo para jogos.

Este é o videogame mais potente da história (até agora), com especificações que dão clara mostra de força, e uma resposta contundente ao PS4 Pro da Sony. Para isso, a Microsoft redesenhou o interior do console e de muitos dos seus componentes, com vários itens da AMD com design exclusivo. Seu processador possui oito núcleos Jaguar modificados, trabalhando a 2.3 GHz.

Mas o verdadeiro golpe da Microsoft (e da AMD) está na GPU, que alcança uma potência de 6 TFLOPs, enquanto que a GPU NVIDIA GTX 1070 presente no PS4 Pro fica em 4 TFLOPs. O Xbox One S tem GPU abaixo dos 1.5 TFLOPs.

 

 

Para ter um 4K perfeito, a base da GPU conta com 40 unidades de computação personalizadas, trabalhando a 1.172 MHz, com 12 GB de memória GDDR5 com largura de banda total de 325 GB/s.

Na conectividade, o Xbox One X conta com entradas e saídas HDMI 2.1 e compatíveis com o AMD FreeSync, oferecendo HDR 100% compatível para jogos e vídeos, além de unidade de Blu-ray/DVD compatível com conteúdos 4K nativo para jogos e vídeos. O console também suporta receber streaming de serviços como Netflix e Amazon Prme Video nessa resolução, e na parte de som, contamos com a tecnologia Dolby Atmos.

O console ainda possui três portas USB 3.0 compatíveis com unidades de armazenamento externo, e recebe um disco rígido principal de 1 TB.

 

 

A Microsoft não considera o Xbox One X um modelo de nova geração e, por isso não teremos corte no catálogo de jogos, o que decreta a morte de uma vez por todas do modelo de ciclo de consoles que conhecemos hoje.

Trocando em miúdos: o novo Xbox One X não contará com jogos exclusivos. A ideia é que ele seja adquirido pelos gamers mais ambiciosos, que já contam com o Xbox One, mas que querem uma qualidade de imagem melhor para os seus jogos atuais. E não falamos apenas de upscalling via hardware, mas também a possibilidade dos desenvolvedores adaptarem um jogo atual para obter um 4K nativo. O novo console permite isso de forma relativamente simples.

Os novos jogos a partir de agora rodam no Xbox One, Xbox One S e Xbox One X, e o mesmo acontece com os jogos já existentes e com retrocompatibilidade de gerações anteriores (Xbox 360).

Ou seja, é um novo console com muito mais potência, para abrigar um jogo em 4K. Alguns dos jogos atuais vão receber atualizações para um melhor desempenho no novo console, alcançando essa resolução nativa.

A compatibilidade também está presente nos acessórios, incluindo o Kinect e, obviamente, os controles. Porem, o novo console será o único dentro do ecossistema a rodar os jogos de realidade virtual.

O Xbox One X chega ao mercado internacional em 7 de novembro. Seu preço nos Estados Unidos é de US$ 499. Preço e data de lançamento para o Brasil ainda não foram confirmados.