xbox-one-620-02

Parece que as polêmicas envolvendo o Xbox One ainda não terminaram. Depois dos anúncios na E3 2013, e de todas as restrições confirmadas, a Microsoft vem com mais uma bomba em forma de “letras miúdas no contrato”. Para quem se deu ao trabalho de ler no item de condições de uso do console, se deparou com um detalhe muito importante: o Xbox One sõ vai funcionar no ato do seu lançamento em um número de países bem reduzido.

A Microsoft publicou na Xbox.com as condições necessárias para reservar um console, explicando que o Xbox One “requer uma conexão de internet em banda larga […], uma conta Microsoft e uma conta na Xbox Live em um pais/região suportado (a) pela Xbox One e uma TV com resolução de 720p ou superior, compatível com uma porta HDMI”. 

Deixemos de lado a parte da banda larga e a necessidade de uma HDTV com entrada HDMI, pois esses itens são bem óbvios. Porém, até o momento, era desconhecida a restrição regional para o funcionamento do console, baseado nas contas da Xbox Live.

Inicialmente, o Xbox One só terá suporte oficial nos primeiros 21 países que devem receber o produto na sua primeira leva de lançamento, deixando de fora quase toda a América Latina (apenas o México e o Brasil vão receber o console junto com os Estados Unidos e os demais mercados considerados “principais”), uma grande parte da Europa, e (pasmem) 100% do mercado asiático.

Além disso, nas condições de venda para os Estados Unidos, a Microsoft especifica que o comprador deverá resolver qualquer disputa legal através de um processo de arbitragem, renunciando a tomar parte em processos coletivos (ainda que, na prática, isso é algo mais flexível do que parece, uma vez que ainda é o tribunal quem tem a última palavra sobre qualquer questão legal).

A lista de países que oficialmente receberão suporte ao Xbox One segue abaixo:

  • Alemanha
  • Austrália
  • Áustria
  • Bélgica
  • Brasil
  • Canadá
  • Dinamarca
  • Espanha
  • Estados Unidos
  • Irlanda
  • Itália
  • Finlândia
  • França
  • México
  • Noruega
  • Nova Zelanda
  • Holanda
  • Reino Unido
  • Rússia
  • Suécia
  • Suíça

A lógica diz que essa lista vai aumentar de forma gradual com o passar do tempo, com o lançamento do console em outros países. A grande dúvida é: o que vai acontecer com o mercado de importação, e com aqueles países onde o console não possui distribuição oficial. Da mesma forma, desconhecemos até o presente momento se essa limitação é um puro formalismo sem efeitos práticos, ou se a Microsoft realmente vai tomar medidas mais rígidas e efetivas contra o uso do Xbox One fora dos países citados na sua página na internet.

Só o tempo vai responder essas e outras questões.

Via Xbox.com