Conforme esperado (e garantido por Steve Ballmer e sua turma), a Microsoft anunciou nesta segunda-feira (15) o lançamento oficial do serviço Xbox Music, que estará disponível nos consoles Xbox 360 a partir de amanhã, 16 de outubro. O objetivo principal do serviço é bem claro: competir de frente com serviços como o iTunes da Apple.

O Xbox Live será funcional com os computadores e tablets com sistema operacional Windows, incluindo o Microsoft Surface, tablet da empresa de Redmond. Para essas plataformas, o lançamento do serviço está previsto para o dia 26 de outubro, simultaneamente com o Windows 8, e esse pode ser um forte indício que o Xbox Music será compatível apenas para a nova versão do sistema operacional da empresa. Ou seja, para quem tem Windows 7, ou pense seriamente na atualização do sistema operacional, ou pode esquecer de sua existência. A expansão do serviço para o Windows Phone vai acontecer na sequência, muito provavelmente após o lançamento do Windows Phone 8, marcado para 29 de outubro.

A Microsoft vai usar uma estratégia de preços semelhante ao que já é adotado para a Xbox Live Gold, com opções de assinatura mensal e anual. Serão cobrados US$ 9,99 mensais e US$ 99,99 anuais pela assinatura do serviço. Além do serviço de streaming, será oferecido uma loja integrada para compra de músicas, de forma semelhante ao que é oferecido pela Zune Music, além da possibilidade de downloads de músicas para execução nos players musicais e no computador. Por enquanto, os preços para as músicas individuais não foram revelados, mas devem ser semelhantes aos valores cobrados pela iTunes.

Além disso, a Xbox Music vai oferecer serviços adicionais, como Smart DJ e Cloud Storage, que possuem recursos semelhantes aos oferecidos pelos seus concorrentes diretos. Ainda existem rumores que a Microsoft estaria desenvolvendo aplicativos do serviço para as plataformas iOS e Android, mas nada disso foi confirmado por enquanto.

Abaixo, vídeo de apresentação do serviço.

Via