Windows

O Windows para smartphones está à beira do abismo. É o que a última análise da IDC sobre o mercado de smartphones confirma.

O Android supera os 85% de cota de mercado, e o iOS fica com 14%. Um duopólio absoluto, onde nenhum outro software parece ter qualquer tipo de chance de sobreviver no mercado mobile.

A diferença entre os sistemas da Google e da Apple é de notáveis 70%, e o Windows Phone está com cota inferior a 1% a mais de um ano.

Aliás, só piora: dos 0,8% que o Windows tinha de mercado no primeiro trimestre de 2016, ficou com 0,1% no mesmo período de 2017. Dos 344,3 milhões de smartphones vendidos no planeta no trimestre, apenas 350 mil deles são com o software da Microsoft.

 

 

Contra 290 milhões de smartphones Android e 51 milhões de iPhones. Vale lembrar que a previsão é que, em 2017, serão vendidos 1.5 bilhão de smartphones Android (só Android).

O motivo principal do desaparecimento do Windows Phone é a ausência de fabricantes que tornem o software atraente, além de uma Microsoft que dá a entender que abandonou o sistema operacional. O fim do suporte ao Windows Phone 8.1 é mais uma mostra desse desaparecimento.

Só um milagre vindo da Microsoft salva o Windows Phone, que deve desaparecer em 2021, ou até antes. Tudo indica que os remanescentes vão debandar para ouras plataformas.

É bom esse tal Surface Phone aparecer logo. Ou será tarde demais.

 

Via Fonearena