windows

Desde o começo de 2014 que sabemos que a Microsoft já está trabalhando na próxima atualização do Windows, cujo nome de código é “Threshold”. Inicialmente, esperava-se que essa fosse mais uma atualização do Windows 9, mas hoje sabemos que será uma versão completamente nova do sistema operacional, com novas características.

Usuários do Windows 7 estão na mira da Microsoft

O Windows 8 resultou em uma mudança de mentalidade um tanto quanto brusca para os usuários que vieram do Windows 7 e/ou versões anteriores. A nova interface Modern UI (ou Metro) foi alvo de várias queixas e dores de cabeça por parte dos usuários. Tanto, que muita gente decidiu voltar para o Windows 7, ou realizar o downgrade da versão.

O Windows Threshold é focado nesses usuários que não foram para o Windows 8, mas que ainda utilizam o Windows, principalmente nos computadores de escritório e sem telas touch, que buscam uma interação simples, sem se focar em uma interface sensível ao toque, além da promessa da volta definitiva do botão Iniciar clássico.

Esse avanço não estaria pronto para o Update 2 do Windows 8.1, mas sim no Threshold, onde também estaria disponível a opção de ter o mesmo botão, mas em uma versão mini, permitindo a configuração para exibir atalhos tanto para os aplicativos do desktop clássico como as do Modern UI, com a possibilidade de desativá-los, se assim desejar.

De volta ao desktop tradicional

Steven Sinofky, ex-presidente da divisão Windows e Windows Live na Microsoft, mencionava que o Windows 8 seria o primeiro sistema operacional híbrido, de tal forma que poderia ser utilizado em computadores tradicionais, monitores sensíveis ao toque e tablets.

Deixando de lado essa promessa, o Threshold chegaria para solucionar as dúvidas dos usuários do Windows 7, já que saberá onde você está iniciando o sistema, e como ele deverá se comportar de acordo com essa informação. Por exemplo, se o Windows está instalado em um desktop ou notebook, ele vai ser iniciado pela interface clássica. Se o seu equipamento tiver uma tela touch, ele vai iniciar pela interface Modern UI. Obviamente, o usuário pode mudar isso, de acordo com a suas necessidades.

Outra questão que mais chama a atenção é que o Windows Threshold chegará com uma interface renovada, tanto para o desktop clássico, com um novo sistema para exibição de janelas, como para a Modern UI, o que reforça o caráter de grande atualização.

Versão para desenvolvedores no segundo semestre

A versão para desenvolvedores do próximo Windows será liberada no outono norte-americano, algumas semanas depois do lançamento do Windows 8.1 Update 2, que por sua vez é esperado para o próximo mês de setembro. Assim, a versão do Windows Threshold (ou Windows 9) pode ser lançada ao público em abril de 2015. O que ainda falta definir é a data de lançamento da beta aberta para testes públicos, tal como aconteceu com o Windows 8.

Com tudo isso, a Microsoft espera que toda a base de usuários que hoje ainda está com o Windows 7 migrem para o novo Windows 9. Até porque a próxima versão é feita, basicamente, para eles.

Via ZDNet