windows-10-wall

O Windows 10 vai promover o fim dos boletins mensais de segurança que a Microsoft publica na segunda terça-feira de cada mês, apostando em um processo de correção contínua das vulnerabilidade conhecidas.

O novo sistema operacional está trazendo diversas mudanças que vão muito além das novidades da sua interface e novas características, assim como sua distribuição gratuita para atualizações ou sua capacidade para se adaptar aos diferentes dispositivos. A notícia das correções é relevante, já que tem como objetivo reduzir o tempo de exposição às vulnerabilidades dos equipamentos que formarão o grande ecossistema do Windows, indo de PCs até smartphones.

A Microsoft quer publicar os parches de segurança no mesmo momento que eles estiverem disponíveis, e a medida é uma volta às origens, já que antes de 2003 (ano em que o boletim de segurança mensal foi criado), a Microsoft liberava as correções dessa maneira. Além disso, ela acompanha a estratégia de atualização contínua do Windows 10.

Esta forma de trabalhar se implementará nos equipamentos destinados ao usuário final, e não para as empresas, que contarão com um serviço especial, o Windows Update for Business, que define as janelas de manutenção ou configuração das atualizações de acordo com as políticas da empresa.

É uma boa notícia, que visa manter o Windows 10 mais seguro, além de envolver um maior esforço para o departamento de segurança da Microsoft, tanto para corrigir vulnerabilidades como para testá-las sobre o sistema, evitando que a sua liberação provoque falhas nos equipamentos, como já aconteceu algumas vezes no passado.

19361979

Ultrabook Acer S7-391-6677