windows-7-pirata

Em entrevista dada para a Reuters, Terry Myerson, um dos responsáveis pela divisão de sistemas operacionais da Microsoft, confirmou que os computadores chineses que contam com instalações do Windows 7 e Windows 8 adquiridas de forma irregular poderão ser atualizadas com o Windows 10.

Myerson cita que “os PCs qualificados serão atualizados”, dando a entender que ainda existe algumas limitações ou requisitos a serem atendidos. A oferta por enquanto está limitada à China, e não foi informado se ela sera estendida para outros países. De qualquer forma, é mais uma manobra da Microsoft para tentar combater a pirataria, algo que historicamente se fez presente com o Windows. E isso mesmo depois da empresa adotar o código de licença para ativação do sistema, introduzido com o Windows XP em 2001.

Ao longo de todo esse tempo, a empresa tentou vários métodos para estimular os usuários adeptos dos softwares piratas (principalmente os estudantes) a voltarem a utilizar softwares legais, mas em determinadas regiões do planeta isso sempre foi um problema. Países como China, Índia, Rússia e Brasil sempre foram campeões da pirataria no Windows, e em 2011, o então CEO da Microsoft, Steve Ballmer, afirmou que apenas um de cada 10 consumidores estavam pagando pelos softwares da empresa na China.

ATUALIZADO em 18/03/2015 @ 20h00: a Microsoft confirmou que a oferta feita para os clientes da China é válida para todo o planeta.

Via The Verge