650_1000_windows-10-phone

Estamos descobrindo aos poucos as novidades e singularidades do Windows 10, principalmente no que se refere aos dispositivos móveis. Mary Jo Foley, jornalista especializada no mundo da Microsoft, nos convida a pensar que a Intel tem um papel muito importante nesse processo.

O Windows 10 vai ter configurações que o aproximem do hardware baseado no ARM, tanto nos tablets como nos smartphones, mas sem se esquecer da Intel. Isso nos faz pensar em futuros dispositivos móveis que se transformam em equipamentos desktops com maior facilidade, aproveitando grande parte do desenvolvimento que será feito para os equipamentos desktops.

650_1000_microsoft_dock_patent_thumb

Não devemos aqui nos esquecer das estações de carga que fazem muitas outras coisas, como enviar um vídeo para um monitor, replicar portas e ser o elo de união de periféricos como mouse e teclado.

Se olhamos para as pantentes, a Microsoft tem uma que é descrita como ‘smart interface system’ para smartphones. O que essa patente propõe é justamente o que descrevi no parágrafo anterior. A patente é de 2009, e ainda que não seja uma ideia completamente nova, nos faz pensar que a gigante de Redmond pode ter alguma novidade relacionada com essa ideia.

Certamente o Android e os dispositivos que vão aparecendo vão superar em vários sentidos as funcionalidades de um computador com Windows. Até o Google está desenvolvendo o Chrome OS para que ele esteja cada vez mais relacionado com o Android. Mas também é uma realidade que colocar um Windows completo em um smartphone está se tornando algo cada vez mais concreto e simples de ser feito.

+info