inicio-windows10

Danny Oran é, para muitos, um ilustre desconhecido. Porém, seu nome tem muita importância no mundo da informática, já que ele foi o criador do menu iniciar do Windows 95, um dos principais símbolos de identidade do sistema operacional da Microsoft.

Com a chegada do Windows 10, a Microsoft se aproximou de novo do padrão tradicional da interface de usuário do sistema, e Oran deu a sua opinião em uma recente entrevista. Ele comenta que, com o Windows 8, a Microsoft tentou dar um salto importante, introduzir algo novo. Mas com o Windows 10, ela volta para a essência do menu iniciar tradicional, algo que decepciona porque ele sente que ‘nada mudou em 22 anos’, em tom de brincadeira, e insinuando que ele deveria receber algum dinheiro pelos direitos do conceito criado por ele.

A opinião de Danny é respeitável, mas também é fato que a Microsoft tomou a decisão mais acertada ao se reaproximar da proposta mais conservadora no novo botão iniciar do Windows 10. Afinal de contas, eles já aprenderam a lição do ‘em time que está ganhando, não se mexe’.

Via Neowin