windows-10-teaser-2016 windows 10

 

O site The Register coletou dados de três fontes diferentes, e concluiu que o crescimento do Windows 10 estancou de forma contundente. Nos últimos três meses, o crescimento foi inferior a 1%.

O principal motivo para essa paralisação (quase) total foi o fim da atualização gratuita do Windows 10 oferecido pela Microsoft a partir de uma cópia original do Windows 7 ou Windows 8.1. Também podemos relacionar isso à desaceleração da perda de cota de mercado do Windows 7 no período.

Ainda que o Windows 10 tivesse recebido uma boa acolhida, o “boom” inicial se deu ao fato de que era de graça. Muito mais do que um interesse real por parte do usuário médio, que ainda não se sente atraído pelo novo software. Ou pelo menos não o suficiente para pagar por ele.

 

 

Os números não mentem jamais

 

11

 

Talvez a incorporação gradual do DirectX 12 e a chegada do Creators Update possam aumentar o interesse ao Windows 10, mas é complicado fazer uma previsão com o mercado atual de PCs tão sofrível.

Veremos como a cota de mercado desse software evolui nos próximos meses, ainda mais agora que o Windows 7 e Windows 8.1 não serão mais oferecidos em equipamentos OEM.

 

Via The Register