quadros-com-excel

O máximo de diversão que você poderia extrair do Excel até hoje foi correr as células com o cursor, para saber até onde chega o contador do software. Porém, isso muda a partir de hoje. Um vovô japonês muito talentoso faz quadros a partir de planilhas de Excel.

O senhor Tatsuo Horiuchi, de 73 anos de idade, não teve que trabalhar com o Excel enquanto ainda trabalhava. Via os seus colegas de trabalho “brigando” com a ferramenta, e criando gráficos tradicionais (pizza, barras, etc), mas tudo isso não o chamava a atenção. Mas quando descobriu que era possível utilizar o Excel para criar arte, decidiu dar um passo além, e criar uma nova proposta para a ferramenta.

Quando a aposentadoria chegou, Tatsuo comprou um computador, e começou a brincar com o Excel de forma criativa. Muitos podem se perguntar: “mas… por que ele utilizou o Excel, uma vez que ele poderia utilizar o Paint?”. Por mais inacreditável que possa parecer, a resposta do velhinho foi que “o Paint pareceu mais complicado que o Excel para criar desenhos, e o software de criação de planilhas oferecia mais opções”.

Uma vez apresentados os motivos, conhecemos a técnica. O mais lógico aqui seria tratar cada célula como um pixel, e fazer quadros a partir da combinação desses pixels coloridos. Ou poderia criar complicadas funções matemáticas, cujo resultado seriam as figuras. Porém, Tatsuo utiliza as formas de desenho que já estão presentes no Excel para modificá-las, inserindo as cores e, depois, pintando na tela.

Por exemplo, ele pega a forma geométrica disponível no Excel, faz as modificações, e aplica as cores desejadas antes de inserir no quadro. E mesmo que o método pareça muito simples, temos aqui uma verdadeira obra de arte. Afinal, o resultado final não se baseia somente na adição das formas (algo que qualquer criança de 3 anos de idade poderia fazer), mas também no conjunto e composição dessas formas, de modo que tudo fique harmonioso na tela.

O resultado? Verdadeiras obras de arte. Clique aqui para ver mais telas do Sr. Tatsuo.

Via Gizmologia