Por trás dessa pergunta se esconde uma demonstração que deixará muitos embasbacados. Aproveitando o Dia Internacional da Nutella (sim… existe esse dia…), a Coolmaster fez um curioso experimento para descobrir se esse delicioso doce pode ser um substituto para a pasta térmica.

A pasta tem como função criar uma fina película que transporta melhor o calor a partir da superfície da CPU até o dissipador. Muitos usam pastas com compostos metálicos que melhoram a sua capacidade de condutividade térmica, porém, o que nunca poderíamos imaginar é que eles poderiam fazer uso de uma pasta composta por cacau.

Sem medo de ser feliz, a Coolermaster pingou pequenas gotas de Nutella sobre um processador AMD FX, e colocou o dissipador sobre ele para que o delicioso creme de cacau se espalhe pela superfície do chip. O resultado? Um processador completamente estável, com temperaturas que variam entre 21 e 50 graus.

Obviamente, estamos diante de uma brincadeira, já que esse creme acabaria secando e até provocando uma corrosão. De modo que a sua Nutella sagrada continua servindo apenas e tão somente para passar no seu pão.

 

Via GizmodoGeek.com