windows 10 interface

Se você é um usuário do Windows 7 ou Windows 8.1 e quer obter uma licença gratuita do Windows 10, é melhor correr. A promoção para obter a licença gratuita da nova versão do sistema operacional da Microsoft termina em dois dias, ou seja, na próxima sexta-feira, 29 de julho.

Depois disso, só tirando a carteira do bolso e o cartão de crédito da carteira. A partir de 30 de julho, as atualizações só poderão ser feitas se o usuário pagar o valor integral pelo software. No Brasil, o Windows 10 Home custa R$ 470, e o Windows 10 Pro custa R$ 810.

De graça é melhor. Vai por mim…

Historicamente, o Windows nunca foi um sistema operacional barato, e por esse motivo que muitos não se surpreenderam com a agressiva campanha iniciada pela Microsoft para acelerar o crescimento do Windows 10, além de buscar se distanciar ao máximo do seu predecessor. O crescimento do software não foi tão bom como a gigante de Redmond esperava, mas mesmo assim bate todos os recordes, se aproximando cada vez mais dos números do Windows 7.

Para atualizar o seu computador agora, é preciso ter uma licença original do Windows 7 ou Windows 8/8.1. Os requisitos mínimos para instalar o Windows 10 são os mesmos que aqueles estabelecidos para os seus dois predecessores, e poderá ser feito tanto para uma instalação limpa ou em modo de atualização, mantendo os seus arquivos locais.

 

O programa Insider continua

A partir de sexta, ainda haverá uma forma de obter o Windows 10 de graça: ser um membro do programa Microsoft Insider.

Nesse programa, você poderá acessar as versões beta do Windows 10 desenvolvidas pela Microsoft, onde um número reduzido de usuários testa as novas funcionalidades do sistema operacional, passando o feedback para a gigante de Redmond, que vai lapidar tudo e liberar em versões finais para todos os usuários.

Uma vez no programa, você não poderá jamais contar com as versões finais e estáveis do Windows 10,

Por lo tanto, con este método no podrás disfrutar de las versiones finales y estables de Windows 10, sino que a cambio de no tener que pagar el precio del sistema operativo te tendrás que conformar con las betas. Con ello te expondrás a posibles bugs, y compensarás a Microsoft reportando los posibles fallos con tu feedback.