Em evento realizado hoje (04) em São Paulo, a operadora Telefônica/Vivo apresentou parte de sua estratégia comercial para o ano de 2013. No evento, deixou claro que as prioridades para o próximo ano estão focadas na implantação das redes de telefonia móvel de quarta geração (4G) e a ampliação da sua rede de fibra óptica.

A Vivo reforçou que o seu plano de investimentos no Brasil para o período compreendido entre 2011 e 2014 é de R$ 24.3 bilhões. Esse reforço é um recado claro para a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), para demonstrar que estão empenhados em investir na sua infraestrutura e na melhoria dos seus serviços. A Vivo foi a única grande operadora móvel brasileira que não recebeu nenhum tipo de proibição de vendas de novas linhas pela Anatel em 2012, mas isso não impediu que a operadora fosse igualmente fiscalizada de perto pela agência, que cobrou melhorias e investimentos em seus serviços.

Antônio Carlos Valente, presidente da operadora, afirmou que 106 mil acessos são realizados por meio da rede de fibra óptica da empresa nesse momento, mas essa rede está disponível para uma base de 1.2 milhão de domicílios. Vale a pena observar que alguns assinantes dos serviços da operadora encontram algumas dificuldades para fazer o upgrade de planos, mesmo estando em uma área onde teoricamente existe essa disponibilidade para o uso da fibra óptica.

Outro detalhe que precisa ser analisado é a disponibilidade geográfica dessa rede, que está mais concentrada em São Paulo/Capital e/ou na Grande São Paulo. Resta saber como será essa expansão planejada pela Vivo, e qual é a estratégia que a operadora vai adotar para competir com uma concorrência considerada acirrada nesse setor, com serviços consolidados, como a NET, ou serviços com forte apelo popular, como a TIM Fibra.

Sobre as redes 4G, o nome dessa rede foi anunciado: 4G Plus. Sua adoção em 2013 é um movimento importante da operadora, não só pela proximidade de eventos importantes (e que vão atrair clientes de forma imediata) como a Copa das Confederações em 2013 e a Copa do Mundo FIFA em 2014, mas principalmente porque os seus concorrentes diretos (Oi e Claro) já se movimentam em seus testes com a nova rede de dados.

Também foi informado durante o evento (que mostrou para a imprensa as novas dependências da operadora) que a Vivo vai realizar uma coletiva de imprensa na próxima semana, para informar mais detalhes sobre outro importante evento, que conta com investimento direto da operadora: a Campus Party Brasil 2013.

Via EXAME