samsung

 

O vice-presidente da Samsung, Jay Y. Lee (também conhecido como Lee Jae-Yong) foi preso por suborno.

Em janeiro, já havia uma ordem de prisão contra ele, mas um tribunal na Coreia do Sul rechaçou a mesma, alegando que não haviam provas e evidências para uma prisão imediata.

A prisão é resultado de uma segunda ordem judicial, sob a acusação de ocultar gestões fraudulentas e violar as leis relacionadas com a transferência de ativos para o exterior.

A corte confirmou essa situação, indicando que “a justificativa e necessidade de prisão foram admitidas ao considerar as novas provas reunidas”.

O vice-presidente da Samsung será conduzido para um centro de detenção até que todo o processo de investigação e julgamento seja concluído. Um veredito final pode levar até 18 meses para ser anunciado.

Entre as acusações que pesam contra Lee está uma doação de 43 bilhões de wones (ou 34 milhões de euros, ou US$ 36 milhões) da Samsung para a Choi Soon-sil, beneficiando assim a presidente sul-coreana Park Geun-hye, que por sua vez foi suspensa de suas funções de chefe de estado, já que é acusada de tráfico de influências.

 

Via Bloomberg