hugo-barra-wearable-xiaomi

Os últimos dados da IDC centrados no mercado de wearables durante o terceiro trimestre de 2015 mostram um espetacular crescimento da Xiaomi no setor.

O mercado segue liderado pela Fitbit, com 22% (4.7 milhões de unidades vendidas), seguida pela Apple (3.9 milhões de unidades), que cresceu com a ajuda do WatchOS2 e pelo Apple Watch chegar a outros países. Na terceira posição, surpresa: a Xiaomi, com 17% de mercado (3.7 milhões de unidades vendidas). O mais surpreendente é que quase todas as vendas da Mi Band aconteceram na China, e em um ano, o aumento nas vendas foi de assustadores 815%.

Na quarta posição temos a Garmin, com a sua nova linha de dispositivos para esportistas e sua linha de relógios. Na quinta posição, temos a chinesa XTC, superando a Samsung em 100 mil unidades a mais nas vendas. Aliás, a desconhecida XTC tem uma estratégia semelhante a da Xiaomi: vende só na China, e possui um único modelo no seu catálogo, a pulseira Y01.

Resta saber se a Xiaomi será capaz de dar o salto para outros países com a Mi Band. Se conseguir, pode já no próximo trimestre incomodar a Apple. Além disso, será que o Gear S2 ajuda a Samsung a voltar para o Top 5?

Via IDC