galaxy-note-8.01.jpg

Enquanto o mercado de PCs despenca em volume de vendas a cada trimestre, o mercado de tablets segue em uma expansão fortíssima. Segundo a última análise divulgada ontem (02) pela IDC, o mercado brasileiro de tablets alcançou uma marca recorde de vendas de 1.3 milhão de unidades no primeiro trimestre de 2013.

Para você ter uma ideia do quão expressiva é essa marca, esse valor supera o volume total de vendas de tablets no Brasil ao longo de todo o ano de 2011 (1.1 milhão de unidades), além de ser um volume quase quatro vezes maior que o registrado no primeiro trimestre de 2012 (493 mil unidades). Nesse ritmo, a previsão da IDC é que o Brasil feche o ano de 2013 com uma marca de 5.9 milhões de unidades vendidas de tablets, o que poderia representar um aumento de até 81% em relação ao ano de 2012 (3.3 milhões de unidades).

A IDC informa que o mercado de tablets só cresce no Brasil desde a chegada do produto ao nosso mercado, e esse cenário não deve mudar. Um dos principais motivos para que esse crescimento seja tão acentuado é a redução do preço dos tablets em nosso mercado. Como são mais acessíveis ao consumidor, os tablets se tornaram uma opção mais prática e conveniente para aqueles usuários que só querem consumir conteúdos na internet, ou buscam um dispositivo exclusivamente para o entretenimento.

É sempre bom frisar que são justamente os tablets os principais responsáveis pela queda nas vendas de PCs, pelos fatores já citados. No primeiro trimestre de 2012, para cada oito computadores vendidos, era vendido um tablet. Agora, essa proporção caiu para um tablet vendido para cada três PCs. Nessa velocidade, no começo de 2014, já teremos um volume maior de tablets vendidos em relação aos notebooks, desktops, netbooks e ultrabooks.

A pesquisa da IDC também mostra como o Android domina completamente o segmento de tablets no Brasil. De cada dez unidades vendidas dessa categoria de produto, nove rodam o sistema da Google. Na verdade, quase nove: 11% do mercado brasileiro de tablets corresponde a todos os outros sistemas operacionais juntos (iOS, Windows e BlackBerry).

Via