O amor ao retrô nunca desapareceu no mundo da tecnologia. Recentemente, os defensores do vinil saíram da toca, mas é surpreendente saber que as fitas cassete estão voltando com força nos Estados Unidos.

As vendas de álbuns em cassete em 2016 cresceram assustadores 74%. O CD ainda é força dominante, com 104 milhões de álbuns vendidos, mas enquanto registra quedas em relação à 2015, o formato retrô de bobinas segue crescendo em vendas de forma considerável.

No duelo físico vs digital, o segundo segue prevalecendo nas vendas, mas com queda bem mais acentuada do que as dos formatos físicos, a partir do momento que os consumidores migram para o streaming. Logo, é a primeira vez na década que os álbuns em formato físico vendera mais que no ano anterior nos Estados Unidos.

 

 

Os fãs e a exclusividade

 

 

Em 2016, foram vendidas 129 mil cópias em cassete nos Estados Unidos, contra 74 mil em 2015. O crescimento é surpreendente, mas fica muito abaixo de outros formatos físicos nas vendas. Só os vinis venderam 13.1 milhões de cópias.

O crescimento do vinil em 2016 foi de 10%, muito abaixo dos 74% dos cassetes, e levando em conta a comunidade de amantes do vinil, o aumento das fitas cassete é ainda mais expressivo.

O fato de não só não estar morto na prática (ainda que não pareça) e artistas como Justin Bieber e Prince lançar os seus últimos álbuns em cassete ajudaram no crescimento do formato. Sem falar que a maioria dos cassetes vendidos contavam com um código para download digital do álbum.

Além disso, é um formato mais acessível (a partir de US$ 2 no s EUA), sem falar na experiência tangível oferecida pelo produto, levando em conta o auge da moda retrô, onde o streaming fica completamente por fora.

O epicentro da cultura moderna do cassete está justamente nos fatores físicos e sentimentais. A velha guarda vive ainda o mundo analógico, e gosta de tocar nas coisas, sentir os produtos.

 

 

O Cassete Store Day também influenciou nas vendas.

O evento reuniu os distribuidores com o objetivo de reforçar as vendas oferecendo fitas exclusivas, além de shows e outras ações promocionais.

 

 

O efeito Guardiões da Galáxia

 

 

Quem viu o filme Guardiões da Galáxia sabe como Starlord ouvia constantemente uma fita de mixagem de três décadas, chamada Awesome Mix Vol 1, que é a trilha sonora do filme.

Pois bem, esta foi a fita cassete mais vendida de 2016 nos Estados Unidos, com 4 mil cópias. Detalhe: ela foi lançada em 2014, e já acumula 11 mil cópias vendidas.

Isso motivou lançamentos exclusivos, como a trilha sonora de Star Wars VII: O Despertar da Força, ou Yeezus, novo álbum de Kanye West.

Mostra também que os cassetes são procurados não apenas pelos nostálgicos, mas também pelos mais jovens. Até porque a maioria das fitas não foram vendidas em lojas físicas, mas sim pela internet (43%, ou 55 mil cópias).

 

 

Por fim, fora dos Estados Unidos também tivemos lançamentos exclusivos em cassete no Reino Unido, Alemanha e outros países europeus, que também tiveram interesse no Cassete Store Day.

Ou seja, preparem suas canetas Bic. As fitas cassete estão voltando.

 

Via Billboard