Esse que você vê acima é Anthony Fitch, e é o primeiro comprador do novo iPhone 5, em uma Apple Store próximo ao Opera House de Paris (França). Para figurar como foto de topo desse post, Anthony ficou aproximadamente 40 horas na fila. E sim, o iPhone 5 está entre eles (não dá para dizer entre nós, pelos motivos que vocês bem sabem).

Esse é Ryan Williams, o primeiro comprador do iPhone 5 no Reino Unido. E ele estava tão empolgado, que comprou logo dois.

Agora, estamos em Londres, do lado de fora da Apple Store da Convent Garden, que resolveu dividir a sua fila em dois, para tornar o processo algo mais rápido e menos doloroso. Seguranças foram chamados para garantir a segurança dos funcionários da loja, e dos próprios compradores (sempre tem um cidadão “mais empolgado” com um lançamento da empresa). Os compradores eram conduzidos até a loja em pequenos grupos, todos eles sendo recebidos com aplausos. E merecem. Afinal de contas, os funcionários sabem que eles vão deixar na loja, no mínimo, 529 euros pelo iPhone 5 desbloqueado, na sua versão mais básica.

Vale lembrar que, na Europa, eles recém entraram no outono, ou seja, com temperaturas um pouco mais baixas. Alguns compradores começaram a reclamar de frio por ficarem por tanto tempo na fila. O argumento para alguns franceses trocarem o iPhone 4S, que tem apenas um ano de idade? “É maior, é mais rápido, e é da Apple”, respondem alguns cidadãos mais empolgados.

Não poderia deixar Nova York de fora. Essa foto foi registrada pelo site CNET ontem (20), diante da loja da Apple na Quinta Avenida, em Manhattan. Hoje, a fachada dessa loja está coberta com uma cobertura preta em tamanho gigante, e muitos veículos de emissoras de TV com as suas antenas de satélite bloqueiam a visibilidade daqueles que tentam ver as proximidades da loja.

Por fim, chegamos ao Japão. No país nipônico, diferente de outros locais do mundo, as pré-vendas não são autorizadas. Ou seja, quem quer ter o iPhone 5 desde o dia #1, precisa ir para a porta da loja. E foi o que mais de 400 compradores fizeram diante da Apple Store de Nagoya.

Parece que o 4G LTE segue sendo algo irrelevante, tanto para os brasileiros, que ainda não podem desfrutar de tal tecnologia, quanto para os europeus, que possuem uma rede 3G mais eficiente que nós. Tanto que, para as pessoas que ficaram na fila ao longo dos últimos dias, esse não era o principal motivo para a compra do iPhone 5. Enfim, isso parece ter virado um tema comum entre os usuários da Apple. O argumento de ser “mais rápido e maior” parece ser mais consistente, o que faz sentido nesse caso.

Vale lembrar que a Apple anunciou que tem mais de 2 milhões de unidades do iPhone 5 vendidas no modo pré-venda nas primeiras 24 horas. Veremos na semana que vem para qual valor esse número vai subir, e se teremos mesmo um novo recorde de vendas em um final de semana de um produto da empresa.

Via CNET, SlashGear