Sede_del_gobierno_vaticano

A Quaresma começou. O período litúrgico é praticado pelo cristianismo como preparação para as celebrações dos eventos da Semana Santa e domingo de Páscoa. E o Vaticano está se comunicando com os seus fiéis sobre as leituras e versos do Evangelho alusivos ao período pelo Telegram.

O Telegram está substituindo o WhatsApp nessa tarefa em 2016. Os motivos não estão claros, mas está mais que evidente que na Santa Sé eles estão muito atualizados sobre as tendências tecnológicas, tal como demonstraram em outras oportunidades. Por exemplo, o Papa Bento XVI já utilizava o Twitter para compartilhar os seus discursos da Quaresma.

 

O canal do Telegram para seguir as atualizações da Quaresma é o @pgpompei, e lá é possível encontrar versos do Evangelho, imagens do Papa Francisco, de santos, links, arquivos de áudio com as homilias… sem falar nos emoticons, stickers e tudo mais. Tudo isso em italiano.

cuaresma

Independente do fato de você ser católico ou não, é importante observar como eles se organizaram por dois motivos: a versatilidade que o Telegram demonstra para determinados segmentos e como uma instituição considerada presa no passado por muitos está se relacionando tão bem com a tecnologia. Sabem o que usam e como usam, explorando as possibilidades de um aplicativo, tal como um usuário hardcore faria.

Só falta agora o Vaticano começar a programar os seus próprios bots…. #brincadeira.

Vale também destacar a predileção do Vaticano pelo Linux, o software livre e dos formatos abertos.

Via Engadget