Não faz muito tempo, rumores levantavam a possibilidade da Valve se dedicar a outros segmentos de mercados além dos jogos. E os rumores se confirmaram hoje (08/08). A Valve anunciou de forma oficial, através de uma curta nota de imprensa que, a partir do dia 5 de setembro, o serviço vai vender todo o tipo de software, e não necessariamente relacionado ao mundo dos jogos, a partir do seu serviço online.

Segundo informa a empresa, a ideia é que tais programas se beneficiem de alguns dos pontos fortes da plataforma, como a facilidade na hora da instalação, atualizações automáticas ou salvar os progressos na nuvem, para que você possa acessar o conteúdo deles em qualquer lugar. Nas palavras de Mark Richardson, responsável pelo desenvolvimento de negócios da empresa:

“Os 40 milhões de jogadores que frequentam o Steam estão interessados em algo mais que jogar (…) e ficamos sabendo que eles gostariam poder acessar o seu software preferido a partir do Steam, de modo que essa expansão é a resposta à este pedido”.

A empresa também aproveitou a oportunidade para anunciar que o desenvolvedor que está interessado em participar do projeto, pode entrar em contato com eles através da Steam Greenlight a partir de agora, já que naturalmente eles pensam em aumentar a sua oferta de conteúdos aos poucos.

Via Joystiq