OnePlus 5T

O OnePlus 5T é uma realidade, e com ele vem a habitual pergunta: vale a pena trocar o OnePlus 5 pelo novo modelo?

Os dois smartphones apresentam grandes similaridades, mas também algumas diferenças importantes.

A primeira, e mais notável mudança, está na tela. O OnePlus 5T conta com uma nova tela Full Optic AMOLED de 6 polegadas (18:9), mais alta e quase sem bordas.

Um dado importante: a tela do OnePlus 5T está instalada na orientação correta, ou seja, nada de “efeito gelatina” nesse modelo.

Apesar do tamanho maior de tela, as dimensões dos dois modelos são similares. As bordas menores também implicam na mudança do posicionamento do leitor de digitais, que vai para a parte traseira do novo modelo. Para muitos, o leitor de digitais na parte traseira é a melhor opção. Já eu prefiro na parte frontal. Questão de gosto.

A tela do OnePlus 5T também conta com o Sunlight Display, recurso que reconhece a luz no ambiente e ajusta para os diferentes parâmetros da tela, oferecendo a melhor experiência de visualização possível para o usuário. Um modo de jogo pode desativar as notificações na tela para evitar interrupções durante as partidas.

No software, não há nada de diferente. Os dois modelos estão com o OxygenOS baseado na última versão do Android Nougat.

 

 

Outra mudança importante está na câmera, já que o novo modelo perde a teleobjetiva da câmera secundária em favor de uma câmera otimizada para registro de fotos em condições de pouca luz, além do melhor registro de fotos em modo Retrato.

O OnePlus 5T custa 499 euros (64 GB) e 559 euros (128 GB), preço bem acessível para um top de linha. Porém, se você comprou o OnePlus 5 nos últimos seis meses, creio que não vale o investimento no novo modelo.

Mas tudo depende do valor agregado que você coloca nas novidades. Em linhas gerais, as melhorias do novo modelo não justificam uma substituição prematura do modelo atual.