steve ballmer and stephen elop Usuários do Lumia: vocês compraram o seu smartphone por causa da Nokia? Ou do Windows Phone?

A Nokia é a principal representante do Windows Phone no mercado de smartphones, e não temos muitas dúvidas disso. Afinal de contas, tanto HTC quanto Samsung foram bem modestas nos lançamentos com o sistema operacional móvel da Microsoft, deixando claro que optaram por outros sistemas (Android ou o Tizen – esse último, no caso da Samsung). Logo, a missão de colocar o Windows Phone no mapa da telefonia móvel fica quase que exclusivamente para os finlandeses.

Mas será que essas vendas estão ligadas à quase exclusiva oferta dos modelos da Nokia? Ou seria apenas um reforço da fidelidade dos antigos clientes da fabricante finlandesa, que não abre mão da já comprovada qualidade de seus produtos?

A Nokia tem um passado muito bem pavimentado de smartphones atraentes e de alta qualidade. Alguns modelos da Nokia são lembrados até hoje como alguns dos melhores celulares e smartphones de todos os tempos. Porém, ao longo dos últimos anos, a fabricante finlandesa ficou parada no tempo, enquanto que os seus concorrentes diretos apresentaram propostas mais atraentes, e isso fez com que muitos abandonassem a icônica marca europeia.

Porém, ainda temos alguns fãs fiéis aos finlandeses, esperando que a empresa volte com tudo no mercado, com dispositivos com design atraente, muitas funcionalidades, e uma interface de usuário simples e funcional. Bom, nesse último item, a Nokia fez a sua escolha, adotando o Windows Phone. E é justamente o sistema da Microsoft mais um motivo decisivo para a compra de um smartphone da empresa. Afinal de contas, ele se alinha muito bem a proposta de simplicidade que a Nokia sempre teve.

O Windows Phone é leve, fácil de usar, personalizável, e uma vez que você aprende sua mecânica de uso, ele passa a ser um dispositivo muito prazeroso de ser utilizado. Por outro lado, por ser um sistema operacional novo, o Windows Phone não apresenta alguns dos aplicativos mais procurados pelos usuários em seus dispositivos, o que dificulta um processo de migração para essa nova plataforma.

Sabemos que aos poucos as vendas dos modelos da linha Lumia crescem em todo o mundo, mas ainda estamos na dúvida se esse crescimento está associado à Nokia em si ou ao Windows Phone. Ou se é mesmo pela falta de adoção de outros fabricantes, deixando a Nokia praticamente como única opção com o sistema da Microsoft.

Acredito que, se algum dia a Nokia desistir do Windows Phone, muitos fãs seguem a fabricante finlandesa. Principalmente se a Nokia escolher o Android no seu lugar. E você? O que acha? Comprou um Lumia por causa da Nokia? Ou por causa do Windows Phone?