uso-celular-ao-dirigir

Um estudo realizado pela Texas A&M Transportation Institute, em parceria com a Universidade de Houston mostra que utilizar o smartphone enquanto dirige nos priva do tão chamado ‘sexto sentido’, que se perde diante de tantas situações cotidianas.

O estudo avaliou 59 motoristas que percorreram o mesmo trajeto a noite, mas em várias ocasiões e conduções. No primeiro era um cenário normal, sem distrações, onde o motorista só tinha que se preocupar com o que verá a seguir.

Em um segundo momento, os pesquisadores fizeram aos candidatos perguntas cognitivas complexas, e em outro teste perguntavam a índole emocional. Por fim, os candidatos tiveram que responder mensagens escritas através do smartphone, ainda que os mesmos estivessem relacionados com a conversação trivial. Para evitar uma possível contaminação subjetiva dos resultados, os cientistas não conheceram a ordem de conclusão dos testes, e todos estavam “totalmente limpos”.

As duas primeiras distrações geraram um simples manejo nervoso do volante. Ou seja, nada especialmente grave, porém, tão pouco é digno de ser recomendado. Sem falar que os resultados provocaram uma condução insegura, literalmente.

De acordo com os especialistas, se produziam má condução do carro, além de desativar seu sexto sentido por algum momento, com uma percepção mais ou menos precisa do nosso entorno e de nossa posição que tem nossa própria consciência sem necessidade de recorrer aos demais sentidos.

A conclusão do estudo não é nova: quando dirigimos, precisamos ficar atentos e evitar qualquer tipo de distração, e não só em respeito a nós mesmos e aos que me acompanham, mas também por conta dos demais motoristas.

Más información: SlashGear.