bateria

 

Cientistas da Universidade de Harvard desenvolveram uma bateria baseada em água que pode marcar um avanço importante no setor.

As atuas baterias de íon de lítio dominam o mercado, mas essa bateria representa um perigo para o usuário, e se degradam com muita rapidez. Uma alternativa real e viável é algo muito complicado, principalmente nos custos de pesquisa e desenvolvimento, já que qualquer solução não trará lucros a curto prazo, necessitando um fluxo constante de dinheiro para seguir adiante.

Aqui, a bateria de fluxo usa a água como pH neutro como um dos elementos fundamentais, e a maioria dos problemas dos protótipos anteriores foi corrigida.

Um deles é a excessiva degradação, algo que foi superado modificando as moléculas de ferroceno e viologeno nos eletrolitos para tonrá-los estáveis, solúveis na água e resistentes à degradação.

Quando dissolvidos na água com pH neutro, essa bateria só perde 1% de sua capacidade a cada 1.000 ciclos, dando assim uma vida útil de 10 anos.

É um projeto que pode encontrar seu lugar no mercado, mas que no momento não há data para chegar ao mundo real. Infelizmente.

 

Via PhoneArena