No Brasil, temos um mercado de tecnologia bem competitivo, e o segmento de dispositivos móveis é o que no momento mais desperta o interesse dos usuários. Smartphones e tablets estão entre os produtos mais vendidos do Brasil, e os grandes fabricantes do setor estão investindo cada vez mais em lançamentos de novos produtos. Nesse post, vamos analisar com mais detalhes os tablets da Samsung, citando alguns modelos da linha Galaxy Tab, e tentando descobrir para qual segmento de usuários os seus tablets são destinados.

Apesar da grande oferta de produtos da Samsung, é possível encontrar algumas diferenças essenciais que podem ir além do tamanho de tela dos produtos. Nosso objetivo é detectar, entre os principais modelos lançados pela fabricante sul-coreana, qual se encaixa melhor nos diferentes perfis de uso. De um modo geral, um tablet é o dispositivo ideal para o entretenimento dos usuários, principalmente nos segmentos de vídeos, jogos e leitura de livros eletrônicos. Além disso, a linha Galaxy Tab se destaca pela longa autonomia de bateria, que pode variar de acordo com as especificações técnicas de cada modelo, e suas respectivas características.

A seguir, vamos focar nos modelos com maior visibilidade no mercado brasileiro no momento, e que você pode encontrar com facilidade nas lojas físicas ou e-commerces nacionais. Começando de cima para baixo, ou melhor, do maior para o menor.

10.1 polegadas (Galaxy Tab 10.1, Galaxy Tab 2 10.1 e Galaxy Note 10.1)

“Por que tablets tão grandes?”, você pergunta. “Porque algumas pessoas precisam trabalhar”, eu respondo. Com um tamanho desses de tela, você possui uma maior área de interação com os elementos do sistema, além de uma melhor visualização dos elementos de tela. Além disso, em alguns casos, o usuário ainda pode ampliar as possibilidades do produto, conectando um teclado físico via Bluetooth, para que a produção de textos rápidos seja algo mais rápido e prático.

Com a chegada do Galaxy Note 10.1, aqueles que são dedicados às atividades de desenho e arte visual também podem aproveitar melhor os benefícios do produto. Com a S-Pen Stylus, a interação com a tela do produto é mais eficiente e objetiva. Diferente dos seus concorrentes, o Note 10.1 está preparado para a utilização com uma caneta apontadora, com uma tela com maior sensibilidade ao acessório, e aplicativos específicos para essa interação, como anotações, desenhos, apontamentos, entre outros.

Os modelos Galaxy Tab 10.1 (Wi-Fi e Wi-Fi + 3G) e Galaxy Note 10.1 contam com um hardware mais robusto, com processadores com uma maior velocidade que os modelos menores, uma maior capacidade de armazenamento e memória. São modelos para quem quer um desempenho elevado para diversão, mas também para atividades mais elaboradas.

8.9 polegadas (Galaxy Tab 8.9)

Aqui, temos o modelo que é “o meio do caminho” entre a tela de 10.1 polegadas e a tela de 7.0 polegadas. Não vou colocar agora o modelo de 7.7 polegadas nessa métrica agora, pois vamos falar dele depois. O Galaxy Tab 8.9 não é só interessante por ser uma versão menor do modelo 10.1, mantendo as suas principais características de estrutura e funcionalidade, mas por também manter principalmente as características de resolução de tela (1280 x 800).

Ou seja, para aqueles que desejam um tablet um pouco maior do que os modelos de 7.0 polegadas para visualizar os seus vídeos com alta qualidade e exibir gráficos com um resultado final de melhor qualidade, mas também precisa de um tablet que não seja tão volumoso quanto um modelo de 10.1 polegadas. O Galaxy Tab 8.9 conta com as principais especificações técnicas do seu irmão maior (processador de dois núcleos, conectividades Wi-Fi e 3G, câmeras frontal e traseira, uso da rede GSM, etc), e pode ser a ferramenta de trabalho mais compacta, ou o seu dispositivo para o entretenimento, mas com uma tela um pouco maior.

7.7 polegadas (Galaxy Tab 7.7)

A Samsung pensou em um tablet com uma tela um pouco maior do que o seu tradicional modelo de 7 polegadas, com um hardware potente e uma tela com uma qualidade superior aos demais modelos. Logo, pensou no Galaxy Tab 7.7, que possui um poderoso processador dual-core de 1.4 GHz, a mesma resolução de tela de 1280 x 800 das versões já citadas, mas com uma tela Super AMOLED Plus, que torna a visualização dos elementos gráficos ainda melhor, se beneficiando de todo o conjunto de hardware.

É o modelo que pode cair muito bem na necessidade dos gamers, por oferecer um conjunto de alta performance, uma tela com alta resolução e excelente desempenho gráfico. Além disso, a 0.7 polegada que você tem a mais é muito bem vinda para você visualizar textos e vídeos, e é um dos produtos com melhor custo/benefício do momento, principalmente se você pensa em adquirir um tablet com conectividade 3G, para acessar a web em qualquer lugar.

7.0 polegadas (Galaxy Tab, Galaxy Tab 2, Galaxy 7.0 Plus)

São hoje considerados os “tablets de entrada” da Samsung. Pensados nos usuários com necessidades mais simples, como jogos de baixo consumo de recursos, navegação básica na internet (leitura de e-mails e acesso às redes sociais) e leitura de livros eletrônicos. São modelos econômicos, com processadores com velocidade intermediária (entre 1.0 e 1.2 GHz, single-core ou dual-core), uma quantidade básica de memória de armazenamento e processamento (8 GB de armazenamento e até 1 GB de RAM, na média), para que o usuário possa ter o seu primeiro tablet.

São modelos que possuem resolução de 1024 x 600, e as diferenças entre os modelos estão no período do lançamento e nas versões do Android presentes em cada um (Galaxy Tab original, com Android 2.3 Gingerbread, Galaxy Tab 7.0 Plus, com Android 3.2 Honeycomb, e Galaxy Tab 2 com Android 4.0 Ice Cream Sandwich). A partir daí, os usuários podem escolher modelos mais alinhados com as suas preferências, optando por um modelo com software atualizado, com um preço mais econômico, ou com uma versão do Android 100% pensada nos tablets.

5.0 polegadas (Galaxy Note, Galaxy Note 2 e Galaxy S Player)

Por fim, temos os “tablets compactos”. Apesar de muitos usuários só considerarem os tablets aqueles dispositivos com telas com, pelo menos, 7 polegadas, a Samsung foi a primeira a apostar naquele grupo de usuários que gostariam de levar um tablet pequeno o suficiente para ser transportado no bolso, mas não grande o suficiente para não ser chamado (também) de smartphone ou player multimídia. E se deram bem com isso.

O Galaxy Note é um inesperado sucesso para a Samsung. O modelo se diferenciou dos demais smarthones não só por causa da tela maior, mas por adotar recursos específicos para o modelo, tomando vantagem da caneta S-Pen stylus, que facilita a vida daqueles que querem fazer desenhos e anotações na tela do dispositivo. Já o Galaxy S Player seguiu a receita de sucesso do smartphone que deu origem à toda uma linha de dispositivos da linha Galaxy, o Galaxy S, mas pensado exclusivamente no entretenimento prático e barato, com um bom tamanho de tela para interação com jogos, vídeos e reprodução musical. E tudo isso, contando apenas com o Wi-Fi e com um preço competitivo.

Como vocês podem ver, a linha de tablets Galaxy da Samsung não é apenas ampla. É diversificada, e cobre as exigências de todos os tipos de público. Você certamente não terá dificuldades em encontrar um modelo Android que atenda o seu gosto e suas necessidades. Certamente você vai encontrar em diversas lojas do varejo brasileiro aquele modelo que será o seu próximo dispositivo de tecnologia para trabalho, lazer e diversão. Opções, não faltam. A escolha é sua.

Este post foi oferecido por Colombo.