Um relatório publicado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), uma agência das Nações Unidas, revela que mais de um terço da população mundial está conectada à internet. O motivo para esse aumento está diretamente ligado ao desenvolvimento dos serviços de banda larga ao redor do planeta, além de uma maior variedade de dispositivos conectados (computadores, smartphones, tablets, etc).

Nos últimos 12 meses, foi registrado um aumento de 11% no número de internautas no mundo, em decorrência dessas melhorias adotadas pelas prestadoras de serviços. No começo de 2012, 2.3 bilhões de pessoas estavam conectadas na internet. E como de lá pra cá esse número só cresceu, podemos afirmar que já temos mais de um terço da população mundial na rede mundial de computadores.

Outra boa notícia é que o número de usuários com acesso à conexões de alta velocidade com dispositivos móveis é o dobro do que aqueles que navegam em uma conexão doméstica. Isso reforça a ideia que o mercado de dispositivos móveis não para de crescer, e que em alguns casos, os usuários estão preferindo contar com uma conexão 3G ou 4G para ser o seu ponto de acesso principal. Mas, lembrando: a regra só vale para os países onde o 3G realmente funciona, ou onde o 4G existe.

Mas isso não significa que o número de internautas domésticos está diminuindo. Pelo contrário. Entre 2010 e 2011, a percentagem de famílias com acesso à internet residencial aumentou em 14%, sendo que no final de 2011, 600 milhões dos 1.8 bilhão de domicílios do planeta contavam com acesso à web.

Como já era de se imaginar, a China é líder em número de internautas, com 23%. Os países em desenvolvimento tiveram um expressivo salto no número total de usuários, subindo de 44% em 2006 para 62% em 2011. A UIT prevê que até 2015, cerca de 40% dos lares nos países em desenvolvimento vão ter acesso à internet. O principal motivo desse crescimento está no surgimento de novos smartphones e tablets no mercado.

Via EXAME – Abril