Homer Simpson desejaria um desses. E acredito que muitos também desejam ter um robô desses em casa, o que representaria o sonho de consumo dos preguiçosos. Porém, a ideia do robô criado por Isao Wakabayashi não é bem essa. O estudante da universidade japonesa de Chukyo desenvolveu esse robô para ser um auxiliar para pessoas com algum tipo de deficiência física, ou de idade muito avançada, uma vez que o robô atende os comandos por voz, além de reconhecer e etiquetar os alimentos. Abaixo, vídeo do robô em ação.

via DVICE