Scarlett Johansson-robot

Ricky Ma, um designer de Hong Kong, disse ter realizado um sonho de infância: criar do zero um robô com aparência humana. Nesse caso, uma réplica mais ou menos bem sucedida da atriz Scarlett Johansson.

A pele é de silicone, e embaixo dela, temos um ‘esqueleto’ criado com uma impressora 3D (70% do robô foi criado com essa tecnologia), e que serve como estrutura para manter em pé a parte mecânica e eletrônica. O robô também é capaz de reagir a determinados comandos de voz, como por exemplo sorrir quando seu dono diz que ela é bonita, ou agradecer a um elogio. Os braços se movem (de forma torpe, que fique claro) e seu rosto realiza gestos básicos.

No total, ele gastou US$ 50 mil no protótipo, investindo mais de um ano e meio no seu design e fabricação. O próximo passo de Ma é conseguir que algum investidor valorize seu esforço, financiando o desenvolvimento do projeto.

Scarlett Johansson é uma espécie de fetiche recorrente dos nerds. Já percebi isso. Mas projetos como esses me fazem lembrar do filme “Mulher Nota 1000” (Weird Scicence), onde dois nerds criam por computador a mulher perfeita. Tudo bem, não havia a impressora 3D. Mas… por que usar uma impressora quando a mágica de Hollywood cria tudo a partir de um raio?

Vídeo do robô Scarlett Johansson a seguir.

 

Via Reuters