android-fragmentado

Hiroshi Lockheimer, vice-presidente de engenharia do Android, confirmou oficialmente que o Google pensa em subir o ritmo de lançamento de novas versões de sua plataforma móvel, que pode chegar a um novo Android por ano.

Com isso, o Google adota a mesma estratégia da Apple com o iOS, lançando uma nova revisão em ciclos anuais. O primeiro fruto dessa nova filosofia será o Android 6.0 M, que deve ser apresentado amanhã (28) no Google I/O – segundo confirmação de Hiroshi -, que não entrou em detalhes sobre suas novidades.

Com isso em mente, o Android 7.0 N chegaria ao mercado em 2016, o Android 8.0 P em 2017, e assim por diante. Fato é que, apesar disso parecer uma boa notícia no começo, vendo a longo prazo, o monstro da fragmentação será alimentado ainda mais rapidamente, ficando cada vez maior.

fragmentação-android

Hoje, a cota de mercado do Android Lollipop é algo ridículo, rondando os 10%. Some isso à proximidade do Android 6, podemos entender que em pouco tempo teremos duas versões recentes do sistema do Google, mas com participações de mercado mínimas, uma situação que pode se agravar ainda mais no ano que vem, com o Android 7.0 N.

A não ser que fabricantes e operadoras decidam trabalhar de forma decente nas atualizações dos dispositivos, oferecendo os updates mais rapidamente, teremos uma fragmentação do Android sem precedentes. O novo ritmo de atualizações do sistema do Google pode trazer mais danos do que benefícios à plataforma.

Via PhoneArena