malware

 

A empresa de segurança Check Point detectou um malware pré-instalado em 38 smartphones de fabricantes muito conhecidos.

Antes, é preciso deixar claro que esse malware não foi pré-instalado pelos fabricantes dos smartphones, mas em um momento posterior, não fazendo parte da ROM oficial.

Ou seja, a culpa não é dos fabricantes, mas sim os distribuidores e pontos de venda, que estão na fase intermediária e final de comercialização.

O software malicioso foi confirmado, e utilizava aplicativos para roubar dados pessoais e sensíveis, mas um dos dispositivos ainda contava com um ransomware, o Slocker, que poderia cifrar os arquivos essenciais do sistema, pedindo um resgate por eles. Caso contrário, o usuário perde os arquivos para sempre.

 

O que você pode fazer para se proteger?

 

O mais sensato é comprar smartphones apenas de vendedores de confiança, mesmo que sejam de marcas muito conhecidas e populares.

Além disso, vale a pena escanear o dispositivo com um anti-malware, além de uma formatação completa e instalar manualmente uma ROM totalmente nova.

Entre os dispositivos afetados, se encontram os seguintes:

 

 

Samsung Galaxy Note2
LG G4
Samsung Galaxy S7
Samsung Galaxy S4
Samsung Galaxy Note4
Samsung Galaxy Note5
Xiaomi Mi 4i
Xiaomi Redmi
ZTE X500
Samsung Galaxy Note3
Samsung Galaxy Note Edge
Samsung Galaxy Tab S2
Samsung Galaxy A5
Vivo X6 Plus
Asus Zenfone 2
Lenovo S90
Oppo R7 Plus
Oppo N3
Lenovo A850

 

Via Neowin