O GSMArena publicou um interessante artigo que mostra a evolução das baterias para smartphones e, no que se refere à capacidade, os resultados são contundentes.

A capacidade das baterias aumentou exponencialmente nos últimos 12 anos de forma sustentável, apesar da pequena queda registrada em 2017. Um exemplo simples: um iPhone de 2017 tem uma densidade energética sete vezes maior que a de um smartphone lançado em 2000.

 

 

Isso é consequência direta do maior consumo energético de um smartphone atual. Mas não devemos nos esquecer do aumento gradual de tamanho dos dispositivos.

Os smartphones aumentaram de tamanho e formato, o que permitiu a inclusão de telas maiores. Algo que foi acompanhado de baterias de maior capacidade, para uma boa autonomia.

Porém, apesar desse crescimento, as baterias permanecem limitadas, e não é mais por uma questão de espaço e tamanho, mas também pela própria tecnologia utilizada nas atuais baterias de íon de lítio.

 

Via GSMArena