A Ulefone apresentou na Mobile World Conress 2018 o Ulefone T2 Pro, modelo que visa aspirar ser um top de linha com preço relativamente reduzido.

O modelo estreia o processador MediaTek Helio P60, que tenta bater de frente com os principais SoCs da Qualcomm. É um chip de linha média que esbarra nos tops de linha, o que transforma esse modelo como um dos mais ponentes já lançados pela Ulefone.

O Helio P60 conta com quatro núcleos Cortex A73 com potência de 2 GHz, acompanhado de outros quatro núcleos Cortex A53, com outros 2 GHz de clock. Esse chip trabalha com 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno.

Seu design é um mix do Galaxy S9 (parte inferior) com o iPhone X (parte superior), integrando assim uma tela com 6.7 polegadas (Full HD+, 2160 x 1080 poxels, 18:9).

Nas câmeras, temos um sensor duplo traseiro de 21 MP + 13 MP (fabricante desocnhecido), e um sensor frontal de 16 MP. Sua bateria possui generosos 5.000 mAh.

Como podem ver, o Ulefone T2 Pro se destaca pelos números gigantes, de forma prioritária. O que não quer dizer que necessariamente esses números se convertem em qualidade ou boa experiência de uso no dia a dia.

Aliás, originalidade nunca foi o forte da marca. Seu sistema de reconhecimento facial se chama FaceID, e seu leitor de digitais abaixo da tela precisa ser testado para comprovar sua eficiência. Todo o conjunto é gerenciado pelo Android 8.1 Oreo.

Preços e datas de lançamento não foram confirmados.