A Uber fechou um acordo com a NASA, com o objetivo de ser a primeira no desenvolvimento e gestão do espaço aéreo não tripulado.

A parceria faz com que a Uber passe a fazer parte da criação do projeto aéreo não tripulado nos Estados Unidos, desenvolvendo os padrões e testes de tecnologia para as operações aéreas urbanas.

Além disso, a empresa de transporte passa a ser a primeira com as licenças para explorar esse tipo de negócio nos EUA, muito antes dos seus concorrentes diretos.

A cidade de Dallas foi inicialmente escolhida para iniciar as operações dessa parceria, mas foi Los Angeles a localização perfeita para a nova experiência da Uber. Em 2020, será possível ver os primeiros veículos não tripulados, elétricos, silenciosos e com lançamento/aterrizagem na vertical.

Por outro lado, a tecnologia da Uber tem a base de dados perfeita para identificar as rotas mais populares e congestionadas, buscando elaborar as rotas aéreas do futuro.

Ainda resta resolver a questão da segurança das cidades e processos que seguirão os estudos para adaptar a fisionomia das mesmas aos novos modelos de transporte. Algo mais complexo que solucionar a fase normativa.