Para muitos internautas ao redor do planeta, o Twitter se transformou em uma poderosa ferramenta para difundir de forma instantânea suas ideias ou notícias, antes que as mesmas sejam divulgadas nos grandes meios de imprensa tradicionais, e por isso, sempre acaba chamando a atenção quando uma conta é cancelada sem nenhum motivo aparente. Hoje, vamos falar desse tema por causa de um acontecimento que deixou muita gente simplesmente embasbacada: o cancelamento de uma conta do Twitter de um jornalista norte-americano durante os Jogos Olímpicos de Londres 2012.

A polêmica começou quando Guy Adams reclamou da transmissão dos Jogos realizada pela NBC nos Estados Unidos. Para quem não sabe, a NBC tem direitos exclusivos de transmissão dos Jogos Olímpicos no país do baseball em na TV aberta, assim como a Record possui no Brasil (dessa vez). Porém, a NBC consegue ser pior que a Record em alguns aspectos, como por exemplo, só transmitir a cerimônia de abertura dos jogos horas depois dela ter acontecido, e preferir usar de VTs de eventos do que exibí-los ao vivo.

Voltando ao caso de Guy Adams. Depois de algumas mensagens no Twitter contra uma das maiores redes de televisão dos Estados Unidos, a sua conta foi bloqueada, sem maiores explicações. Imediatamente, os usuários e outros membros da imprensa começaram a especular e pressionar o Twitter pela atitude. Horas depois, a rede social reativou a conta, e explicou a sua versão para o incidente.

Segundo o Twitter, Guy Adams publicou o endereço de e-mail de Gary Zenkel, presidente da NBC. Isso fez com que o pessoal da NBC enviasse uma queixa formal à rede social, e segundo as regras de “Confiança e Segurança” do Twitter, que indicam que não é permitido publicar informações pessoais de terceiros, iniciou o procedimento de bloqueio de conta. A mensagem que causou a queixa desapareceu e a conta do jornalista foi ativada novamente.

Porém, isso abre as portas para uma discussão ainda maior sobre a censura e a liberdade de expressão. Alguns opinam que inclusive os governos deveriam ter o poder de bloquear o acesso ao Twitter, enquanto que outros consideram que uma pessoa deve ser livre para twittar sobre o que quiser.

E você? Qual é a sua opinião? Qual é o limite? Quem? E como esse limite deve ser regulado?

Via Twitter