twitter-smartphone-teaser

Não é oficial. São apenas rumores. Mas já gera protestos e reclamações. De certo modo com algum sentido, já que o Twitter é um serviço extremamente simples, mas que foi adicionando dificuldades desnecessárias (imagens exibidas como padrão, vídeos com reprodução automática, etc). Agora, há quem diga que o Twitter quer eliminar o limite de 140 caracteres, permitindo até 10 mil caracteres por mensagem.

É algo semelhante ao que aconteceu com as mensagens diretas, mas nesse caso, até havia algum sentido, para uma comunicação mais elaborada. Mas… levar isso para a timeline dos usuários? Realmente é necessário?

 

O problema atual: as pessoas usam imagens?

Jack Dorsey, CEO do Twitter, confirmou em sua conta no Twitter que eles estavam explorando essa opção. “Passamos muito tempo observando o que as pessoas fazem no Twitter, e vemos elas realizarem capturas de texto e publicando”, afirma o executivo.

Paradoxalmente, a confirmação de Dorsey veio através de uma mensagem com mais de 15 linhas, em uma captura de imagem, mostrando por que ele entendia que os usuários precisavam de algo mais, algum formato ou característica que evite que as pessoas publiquem essas mensagens mais longas através de uma imagem.

Por que? É simples.

Para Dorsey, o texto em uma imagem não pode ser buscado, selecionado ou copiado. Opções de terceiros solucionam o caso (como o TwitLonger), que transforma a mensagem em uma postagem de um blog, anexando um link, o que não é interessante para o Twitter. Pior do que isso: alguns vão para o Facebook, e publicam seus textos mais longos por lá.

Mas isso não quer dizer que o Twitter sairia ganhando com mensagens mais longas. Não faz muito tempo que o Twitter implementou a possibilidade de enviar imagens, algo que no primeiro momento só poderia ser feito através de serviços de terceiros, e agora é tudo alojado na sua plataforma. O mesmo aconteceu com os vídeos e até com as enquetes.

Mas… faz algum sentido que, em 2016, o Twitter admita praticamente qualquer formato de mídia… exceto a possibilidade de subir meia dúzia de parágrafos, para qualquer pessoa que está com tempo e paciência para ler?

O Twitter deve saber como lidar com isso. Muitos entendem que Jack Dorsey quer ter controle de todo o conteúdo gerado na plataforma. Melhorar a experiência do usuário? Sim, com certeza. Mas em troca, ele fica com tudo, obrigando as pessoas a vir até o Twitter, sem passar por uma URL externa, para ver tudo o que é publicado. Esse é o objetivo final.

Apenas como curiosidade: esse post deve superar os 5 mil caracteres. Se ele estivesse no Twitter, você sequer precisaria passar pelo TargetHD para ler. E eu não quero isso.

 

Como seria o Twitter com 10 mil caracteres?

twitter-10-mil-caracteres

A primeira coisa que imaginamos quando pensamos em 10 mil caracteres é um bloco enorme de texto. E é pouco provável que isso aconteça. O Twitter está em um momento muito delicado, com crise na bolsa e crescimento absolutamente estancado. Uma mudança tão radical pode ter consequências negativas e irreversíveis.

A imagem acima é uma especulação sobre como o recurso pode ser implementado: mostrando o começo do texto e oferecendo um link com um “veja mais”. Similar ao que acontece hoje com o Facebook. De fato, é mais uma vez o Twitter se aproximando da rede social de Mark Zuckerberg.

Outra opção seria os tweets se manterem como agora, com 140 caracteres, mas permitindo o agrupamento de blocos de texto, exibidos de forma similar às capturas atuais, mas com a possibilidade de que o texto seja realmente texto e não uma imagem. Isso pode dar lugar a opções “enriquecidas” ou avançadas”, podendo assim compartilhar um texto com imagens e até links.

De novo: tudo são especulações. Nada oficial.

 

Por enquanto, apenas em testes

A restrição dos 140 caracteres foi introduzida para que as mensagens coubessem em um SMS. Inicialmente, o Twitter pensou nas atualizações através de mensagens de texto do celular. Isso não demorou muito para mudar com a chegada dos planos de dados móveis mais acessíveis. Eliminar o limite de 140 caracteres é algo que eles testam internamente, e não seria surpresa que em breve o recurso estaria implementado nas timelines.

Em resumo: textão is coming no Twitter.