tv-com-tela-curva

 

Nos últimos anos, vimos uma evolução impressionante no mercado de TVs: as diagonais aumentaram, a espessura diminuiu, a resolução melhorou e elas ficaram inteligentes. E tudo isso, por um preço muio menor.

Por conta disso (também), as telas curvas se popularizaram em 2016, mas… será que elas realmente valem a pena?

A febre pelas telas curvas foi iniciada pela Samsung, que apresentou os seus primeiros modelos. Antes disso, vimos propostas baseadas em OLED, mas muito mais por curiosidade do que para um produto real e comercial.

Hoje, em qualquer lugar vemos telas curvas com várias faixas de preços e tecnologias. Os vendedores repetem incessantemente as vantagens das telas curvas. Porém, essa tecnologia tem inconvenientes.

 

 

Sweet spot: a definição gráfica

 

samsung-hu9000-series-un65hu9000-curved-65-inch-4k-ultra-hd-120hz-3d-smart-led-hdtv-13

 

O debate sobre as vantagens reais da TV curva esta aberto. Os fabricantes e parte da mídia especializada afirma que a experiência é mais imersiva, com menores reflexos e maior qualidade de imagem pela distorção do painel curvo.

Já os detratores argumentam que só teremos essas vantagens no sweet spot (ou melhor ponto), além de afirmarem que são necessárias muitas polegadas para oferecer a tal imersão tão propagada pelas marcas.

As TVs de tela curva não oferecem a mesma visualização de qualquer lugar. Todas tem um ponto perfeito de visualização, que varia em função da diagonal da tela, onde a tela está e a resolução nativa do conteúdo exibido.

Nessa área, podemos tirar o máximo de seus recursos, mas é uma área muito menor do que a disponível em uma tela plana. O problema se minimiza se a TV é maior.

 

curvedtv_seating_position

 

Em teoria, não faz muito sentido comprar uma TV curva inferior a 55 polegadas para um uso familiar (em um uso pessoal e individual, esse tamanho pode ser um pouco menor).

A partir de 70 polegadas é que percebemos as vantagens alegadas pelos fabricantes. O problema, além do preço elevado, é o espaço que ocupa uma TV dessas dimensões.

O sweet spot não é um conceito novo. As primeiras gerações das TVs LCD contavam com ângulos de visão muito pobres. Com o passar dos anos, a situação melhorou muito, e hoje, qualquer TV moderna conta com ângulos mais que suficientes para o uso normal.

Nas telas menores, as vantagens da tela curva desaparecem, tanto em TVs como em monitores ou smartphones.

 

 

Quais são as reais vantagens de uma tela curva?

 

horopter-line

 

Ainda que os fabricantes enfatizem a sensação de “imersão” que se obtém com uma TV de tela curva, a afirmação não é 100% correta.

Por pura física, uma tela envolvente permite aproveitar mais conteúdo e as sensações que oferecem esta TV está muito longe daquela que temos em uma sala de cinema ou instalação IMAX.

Nesse ponto, devemos ter em conta que o raio de curvatura da maioria dos fabricantes oscila entre os 4 e 5 metros. Algo tão suave que é preciso muitas polegadas e uma proximidade grande da TV para que a nossa visão perceba a curvatura como uma grande tela plana e com um maior campo de visão que, na teoria, oferecem esse tipo de tela.

 

curvedtv__better_than_flat

Para tirar partido de uma tela curva, você precisa sentar na área verde da imagem acima. E quanto maior a TV, melhor. 

Para obter uma experiência imersiva, o telespectador precisa ter pelo menos 40% do seu campo de visão preenchido. Nas telas de 55% em Full HD, é uma distância equivalente a 1.7 metros (no 4K é uma distância menor).

Aqui, mais uma vez temos o problema do tamanho: em família, o ideal para todos aproveitarem seria uma tela de 100 polegadas.

Uma vantagem secundária que deriva do formato da tela é o seu melhor comportamento anti reflexões de luz ambiente, o que resulta em uma menor fadiga ocular, melhor legibilidade e um consumo mais baixo, uma vez que é necessário um menor nível de brilho para uma boa qualidade de imagem.

Neste ponto, há um certo debate, e alguns analistas argumentam que, quando a luz incide em uma tela curva, os efeitos são mais desagradáveis.

Um terceiro ponto não pode ser esquecido: as TVs de tela curva contam com ótima estética. O design tem papel fundamental na decisão de compra, e os fabricantes sabem disso.

 

 

Vale a pena comprar uma TV de tela curva nesse momento?

 

samsung-curved-uhd-tv-top-4k-for-2015-images

 

Hoje, só vale a pena você comprar uma TV de tela curva quando o dinheiro e o espaço da sua sala não são um problema para você. As novas gerações de TVs nessa categoria são notáveis, mas sempre e quando sua diagonal supera as 60 polegadas.

Gastando o mesmo, é possível comprar uma TV plana muito melhor que o modelo curvo equivalente. O mais razoável seria comprar a melhor tela plana, OLED e 4K.

As telas curvas não devem ter o mesmo fim da TV 3D. A tecnologia vai evoluir, com telas mais finas, com a onipresença do OLED e do aumento das diagonais.

Em resumo, as vantagens e inconvenientes das telas curvas:

 

 

Vantagens:

– Em grandes diagonais, temos a imersão maior
– No lugar ideal, um campo de visão mais amplo e com menor distorção nas bordas da tela
– Um melhor comportamento anti reflexos
– Uma percepção da tela ser maior do que ela realmente é

Inconvenientes:

– Fora do sweet spot, as TVs com tela curva são piores que as planas
– A espessura é maior, e a instalação na parede é pior
– São muito mais caras
– Não são a melhor opção para famílias numerosas (nas telas com menos de 70 polegadas)