E ele não se chama Apollo. A nova versão do sistema operacional móvel da Microsoft foi apresentado oficialmente, e se chama simplesmente Windows Phone 8. Como você vai poder ver nesse post, não se trata de nenhuma surpresa no que a indicação do seu nome se refere. Por outro lado, o sistema operacional esconde uma infinidade de novas características, que vamos conhecer em detalhes a partir de agora.

A principal novidade do Windows Phone 8 é o seu núcleo de sistema compartilhado. Por causa disso, o novo software será compatível com processadores de vários núcleos, inclusive aqueles com arquitetura de 64-bits. Segundo comentam, eles centraram os seus esforços nas plataformas com vários núcleos, o que nos permite dizer que o Windows Phone 8 está otimizado para processadores de última geração, tanto que os atuais dispositivos com Windows Phone do mercado não serão compatíveis com a nova versão (algo que a Microsoft resolveu lançando uma versão “intermediária”,  a Windows Phone 7.8; falarei mais sobre isso mais pra frente).

A Microsoft também adicionou compatibilidade com resoluções de tela WXGVA (1280 x 768) e suporte para armazenamento em unidades SD. No seu hardware, o conjunto de todas estas novas características permitirá que os desenvolvedores possam criar aplicativos e jogos melhores do que aqueles que vimos até agora de forma nativa.

Tampouco podia faltar as opções de carteira virtual, e isso fica por conta do Wallet, um aplicativo semelhante ao Passbook da Apple que fará uso da nova compatibilidade com o NFC com a possibilidade de armazenar a informação comprometida no cartão SIM no lugar do próprio telefone (tal e qual o Google já faz) com a ideia de melhorar a segurança do dispositivo (e para nossa economia). Quanto aos mapas, Joe Belfiore anunciou que chegará das mãos do Nokia Maps o recurso, com suporte de navegação assistida passo a passo, e a possibilidade de manter os mapas offline.

Falando um pouco mais das novidades apresentadas hoje:

– Uso do mesmo kernel no Windows 8 e Windows Phone 8

A Microsoft só confirmou o discurso feito por Linus Torvalds há dias atrás, que defendia os benefícios de um kernel combinado. Joe Belfiore apresentou a novidade que facilita o desenvolvimento de aplicativos para as duas versões, minimizando drasticamente o volume de mudanças para os desenvolvedores no seu software. Aplicativos como o Internet Explorer 10 serão os mesmos em smartphones e computadores, e as opções de segurança, o sistema de arquivos e até os controladores de recursos de hardware poderão ser usados em dispositivos de categorias diferentes, mas da mesma forma.

As bibliotecas de C, C++, componentes DirectX e suporte para SQLite são os mesmos nas duas plataformas. Com isso, os gráficos DirectX terão a mesma riqueza de detalhes tanto em uma tela de 4 polegadas, com resolução de 720p como em um tablet de 10 polegadas, com resolução de 1080p. Estas mudanças são muito importantes para os desenvolvedores móveis, que terão um acesso mais simples a um dos maiores mercados do mundo: o dos computadores Windows.

– Compatibilidade com processadores multinúcleo, resolução HD e slot para cartões SD

Essas mudanças já eram esperadas. O Windows Phone 8 será capaz de suportar não só processadores de dois núcleos, mas também todos aqueles que vierem depois (na coletiva de hoje, eles falaram que o sistema é capaz de suportar até 64 núcleos de processament). Tal mudança completa a decisão de suporte a resoluções de 1280 x 720 e 1280 x 768. Além disso, a nova versão também será compatível com cartões de memória SD, permitindo a expansão de memória para armazenamento, assim como a compatibilidade NFC, para troca de informações e realização de pagamentos de compras.

– Uma nova tela inicial

Agora que o Windows Phone 8 possui suporte para telas em HD, é possível tornar a tela inicial ainda mais personalizável. O usuário passa a contar com três disposições, a 1×1, a 2×2 e a 2×4, além de poder utilizar cores adicionais nos boxes. Todos os desenvolvedores poderão escolher entre os três tamanhos de tiles a partir de hoje.

– Mapas da Nokia, com navegação “turn by turn” integrada

O casamento entre Nokia e Microsoft/Windows Phone segue de vento em popa. A prova disso é o comprometimento das duas empresas nas suas soluções cominadas. A Microsoft informou que o Nokia Maps estará presente em todo o ecossistema do Windows Phone 8, sendo completado pelas informações da NAVTEQ, assim como alguns dos recursos mais interessantes do Nokia Conduzir, como por exemplo os mapas offline, a navegação turn by turn ou numerosas opções para os desenvolvedores.

Com isso, os três principais sistemas operacionais móveis do mercado (iOS, Android e Windows Phone) passam a contar com três sistemas de navegação completamente diferentes.

– Compras dentro dos próprios aplicativos

O Windows Phone 8 traz consigo a possibilidade dos desenvolvedores oferecerem conteúdos adicionais e melhorias de software ao usuário a partir do próprio aplicativo, contando apenas com uma ferramenta integral de compra. Tal função se integrará dentro da seção Wallet, para evitar compras acidentais.

– Um sistema mais “empresarial”, com opções de codificação de dados, inicialização segura e administração de TI

Novas configurações presentes no Windows Phone 8 tornam o sistema mais pensado nos executivos. O pessoal da Redmond trabalhou nesse aspecto, para oferecer aos usuários “profissionais” ferramentas que possam completar as suas necessidades. O codificador Bitlocker, por exemplo, está encarregado de oferecer uma maior segurança ao smartphone, enquanto que os administradores de TI poderão gerenciar aplicativos sem a necessidade de passar pelo Marketplace, graças ao chamado Hub Empresarial, que é um portal de distribuição de aplicativos personalizado, que permite o controle de conteúdo dos smartphones da empresa. O pacote de aplicativos Office estará presente, mas a Microsoft não revelou em quais níveis estará disponível.

– Melhor reconhecimento de voz, com o Audible

Esta é a arma da Microsoft para responder ao Siri e ao S Voice. Uma parceria com o Audible. Apesar do Windows Phone aceitar comandos de voz desde a sua sétima versão para abrir ou fechar aplicativos, no Windows 8 podemos completar a experiência realizando buscas e inclusive reproduzindo livros eletrônicos. Kevin Gallo apresentou que tal função está no Windows Phone 8, com a ajuda de vários capítulos da série Game of Thrones, saltando vários episódios sem maiores problemas. Essa não é uma característica exclusiva do novo sistema: o recurso estará disponível também no Windows Phone 7.5 a partir de hoje.

– O multitarefa “real” está no Windows Phone 8

Também foi anunciada a multitarefa real em segundo plano com o Windows Phone 8. Os aplicativos demonstrados na apresentação fizeram referência às funções de VoIP e localização, sendo o caso do Skype o mais claro, já que permite receber chamados em IP sem a necessidade de ter o aplicativo em segundo plano, e mostrando as chamadas recebidas da mesma forma que uma chamada normal.

Por outro lado, a localização em segundo plano permite que os aplicativos mantenham o usuário localizado enquanto outras tarefas são executadas. Todas estas funções estarão disponíveis para os desenvolvedores em breve.

– Microsoft apresenta o Windows Phone 7.8, para smartphones mais antigos e não compatíveis com o WinPho 8

Está confirmado: o Windows Phone 8 não é compatível com os smartphones mais antigos da empresa. Porém, os primeiros usuários do novo sistema da Microsoft não ficarão abandonados. A empresa anunciou o lançamento de uma versão intermediária, chamada Windows Phone 7.8, que entre outras coisas, contará com a nova tela inicial do sistema, com tiles de três tamanhos. A atualização será entregue ao usuário via WiFi, sem a necessidade de passar pelo filtro das operadoras. Além disso, a Microsoft anunciou que os aplicativos criados para Windows Phone 7.x poderão ser executados sem problemas no WinPho 8, mas o contrário não vai acontecer.

Os primeiros smartphones com Windows Phone 8 devem chegar ao mercado durante o outono do Hemisfério Norte (final do terceiro trimestre), com lançamentos de fabricantes como HTC, Huawei, Nokia e Samsung. As especificações técnicas dos aparelhos que vão suportar o sistema não foram reveladas, mas já podemos dizer que todos eles terão em comum o uso dos chips assinados pela Qualcomm (seria o S4?). Outra informação importante é que a estreia do Windows Phone 8 vai acontecer em 180 países simultaneamente, com suporte para aproximadamente 50 idiomas