Diante das informações de milhares de mortos e desaparecidos, além dos problemas com reatores nucleares instáveis, falar de inconvenientes na produção de gadgets pode soar um pouco superficial. Porém, assim é a vida, e temos que lidar com parte das consequências dessa tragédia. Inclusive com as inevitáveis perdas econômicas motivadas pela inatividade industrial.

Dito isso, Toshiba, Hitachi e Panasonic decidiram fechar várias de suas fábricas de produção de telas LCD, em virtude de problemas estruturais e de maquinário danificado após o terremoto e tsunami da semana passada. A Panasonic informa que não sabe quando vai abrir as portas de sua fábrica de Chiba, tal como a Hitachi e Toshiba, que pararam a produção de LCDs por, pelo menos, um mês.

Ainda é muito cedo para falar de falta de monitores LCD no mercado, e esperamos que isso não aconteça. Mas, antes de pensar nisso, vamos pensar no drama do povo japonês, desejando que eles se recuperem desse terrível desastre.

via Nikkei, Reuters e Bloomberg