apple-logo-china

A Bloomberg cita palavras do CEO da Apple, Tim Cook, que durante uma viagem pela China em maio, revelou que a influência do país asiático está também presente nos designs dos produtos da empresa.

Cook visitava a maior Apple Store do mundo, localizada em Hangzhou (China), e além de falar sobre o interesse que teoricamente gerava o Apple Watch, destacou como as preferências chinesas impactaram claramente em vários aspectos de design dos recentes dispositivos da empresa.

O exemplo mais claro dessa influência está no iPhone na cor dourada (depois essa alternativa chegou ao iPad e nos novos MacBooks), algo que aconteceu por conta da popularidade da cor junto aos usuários chineses. A região da Grande China (China Continental, Hong Kong, Taiwan e Macao) é hoje o segundo mercado mais importante para a Apple, e a luta naquela região com a Samsung e Xiaomi faz com que a empresa norte-americana queira agradar aos usuários chineses ao máximo.

Esse impulso das características orientadas a vender na China começou a algum tempo, quando as conferências para desenvolvedores na WWDC destacavam o suporte ao idioma chinês mandarim, o suporte do Baidu no Safari ou as opções de compartilhamento de vídeos em serviços locais, como o Tudou ou Youku, rivais diretos do YouTube.

O suporte do Siri ao idioma chinês ou as buscas locais foram outras melhorias incorporadas aos produtos que queriam triunfar nesse mercado tão relevante, e o próximo protagonista dessa aposta focada no país asiático pode ser o Apple Pay.

Via Bloomberg